PUBLICIDADE
Logo do

Saúde

Não é só Covid: mudança no paladar exige atenção

Muitas vezes o que sentimos quando colocamos algo na boca não é exatamente aquilo que esperávamos

18 fev 2022 09h29
Publicidade
Foto: Pexels

A gente sabe que comer é um dos maiores prazeres da vida. A mistura dos diferentes gostos, cheiros e consistência dos alimentos provoca uma variedade de sensações difíceis de ignorar. Mas, muitas vezes o que sentimos quando colocamos algo na boca não é exatamente aquilo que esperávamos. E essa sensação, além de desagradável, pode representar diversos problemas de saúde.

O distúrbio do paladar é uma condição que pode significar a ausência do sentido do gosto ou alteração da sensação, como a presença de um gosto metálico na boca. Para a maioria das pessoas, o distúrbio do paladar é de caráter temporário ou parcial. A Covid-19, resfriado, uma gripe ou uma infecção podem ser os responsáveis por distorcer o sentido de gosto temporariamente. Esta situação geralmente se resolve uma vez que a doença é tratada.

Uma das causas mais frequentes do distúrbio do paladar é o uso de alguns medicamentos. Existem mais de 200 fármacos que causam alterações no gosto, seja diminuindo os sabores, distorcendo eles ou fazendo com que a pessoa perca totalmente a capacidade de sentir o gosto.

A lista de medicamentos que o produzem é muito ampla e pode incluir antibióticos, anti-reumáticos, diuréticos, anestésicos locais, anti-sépticos orais, ansiolíticos, antidepressivos, etc. Se você toma algum desses medicamentos e sente que não está mais aproveitando as comidas como antes, é recomendável consultar seu médico e perguntar sobre a possibilidade de estar sofrendo com o distúrbio do paladar. Nestes casos, resolver o problema é fácil. Basta trocar o medicamento.  

No entanto, se a alteração no paladar não for reflexo do uso de um medicamento, é importante procurar um especialista. A disgeusia causa uma distorção ou diminuição do paladar e muitas vezes vêm acompanhada por uma ardência bucal e um gosto metalizado na boca. Embora possa afetar qualquer pessoa, essa síndrome é mais comum em mulheres com mais de 60 anos. 

Alterações do paladar podem enfraquecer ou destruir um alerta que a maioria de nós temos para detectar alimentos estragados ou algum ingrediente que não gostamos ou não podemos comer. Essa condição merece atenção, pois em alguns casos pode indicar algum problema ou doença mais séria. 

Paralisia de Bell (facial), gripes e resfriados, infecção nasal, sinusite, faringite, infecções nas glândulas salivares, deficiência de vitamina B12 e zinco e até o tratamento para certos tipos de câncer (quimio e radioterapia na região da cabeça e pescoço) podem causar esse problema. 

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Publicidade