PUBLICIDADE

Pesquisadores utilizam IA para prever insuficiência renal

Tecnologia permite monitorar volume do rim. Entenda como funciona

18 jun 2023 - 06h10
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Adobe Stock

A insuficiência renal pode ser causada por diversos motivos: diabetes, pressão arterial elevada, doenças autoimunes e doença renal policística ou DRP, que é uma doença hereditária que provoca a formação de cistos ao redor dos rins. A forma mais comum de DRP é a doença renal policística autossômica dominante (DRPAD) que é diagnosticada com mais frequência em adultos entre 30 e 40 anos.

Fouad Chebib, nefrologista e especialista em doença renal policística da Mayo Clinic, diz que os pacientes entendem que há possibilidade de desenvolver insuficiência renal. É por isso que os pesquisadores continuam inovando.

No momento, a Mayo Clinic está usando a inteligência artificial para ajudar a prever a progressão do paciente com DRPAD.

“Para esses pacientes com doença renal policística e a chamada DRPAD, metade deles atingiria insuficiência renal por volta dos 50 anos. E então, 75 por cento poderia atingir insuficiência renal por volta dos 60 anos”, afirma Chebib.

Os avanços na tecnologia permitiram que Chebib e os pesquisadores da Mayo Clinic pudessem usar os dados diferentemente.

“Com o uso da inteligência artificial, somos capazes de coletar todos esses dados, particularmente de exames de imagem, como o volume total do rim. Atualmente, isso faz parte de nossas práticas clínicas. Podemos obter a IRM  ou a tomografia computadorizada para que sejam enviadas para a nuvem de inteligência artificial e, em seguida, retornem para a nossa equipe de radiologia com os números exatos”, ele explica.

“Podemos criar fórmulas com esses números, ajustar a idade e obter algo chamado Classificação de imagem da Mayo. Assim, podemos prever o futuro da função renal, e quando os pacientes possivelmente poderão atingir a insuficiência renal ou talvez não a atingir”, explica Chebib.

Informações que ajudam a tomar decisões

Trata-se de oferecer aos pacientes as informações para que possam tomar decisões sobre o futuro.

Manter os rins o mais saudáveis possível pode ajudar a prevenir algumas das complicações desta doença. Uma das maneiras mais importantes de proteger os rins é controlando a pressão arterial, seguindo uma dieta com baixo teor de sódio, fazendo bastante exercício físico e evitando o consumo excessivo de tabaco e álcool.

Para as pessoas que sofrem a progressão rumo ao estágio terminal da insuficiência renal, poderá ser necessário iniciar a diálise renal ou fazer um transplante renal.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade