PUBLICIDADE

O que é norovírus, vírus altamente contagioso que está causando surto nos EUA?

Em janeiro deste ano, Florianópolis também sofreu com casos do vírus e registrou mais de 7,9 mil pacientes com sintomas

28 fev 2024 - 12h14
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: iStock

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiram um alerta quanto ao aumento dos casos de norovírus no país. Em dezembro do ano passado, um surto deixou 241 pessoas doentes e um recorde de 13 surtos foram registrados antes mesmo de julho.

No Brasil, o vírus também preocupa autoridades de saúde. Desde o início deste ano, o microrganismo tem sido identificado como o responsável por um surto em Florianópolis, Santa Catarina. Mais de 7,9 mil pacientes foram registrados desde 6 de janeiro. O norovírus foi encontrado em mais de 60% das amostras coletadas para exames. 

Altamente contagioso, o norovírus substituiu o rotavírus como o principal causador de diarreias provocadas por vírus no mundo e é responsável por cerca de 200 mil mortes por ano, no mundo inteiro, de acordo com a Fiocruz. 

Quais são os sintomas do novovírus?

Segundo o Ministério da Saúde, entre os sintomas do norovírus estão diarreia aquosa e vômito. Não é comum que a pessoa infectada apresente febre, o período de incubação - tempo para que os sintomas comecem a aparecer - é de 18 horas a 48 horas e a doença pode durar até dois dias.

A pasta explica que a transmissão das doenças diarreicas agudas pode ocorrer pelas vias oral ou fecal-oral, tanto por transmissão direta, como consumo de água e alimentos contaminados, e contato com objetos contaminados, como por exemplo, utensílios de cozinha, acessórios de banheiros e equipamentos hospitalares. A transmissão direta da infecção pode ocorrer no contato com outras pessoas, por meio de mãos contaminadas. 

Manipuladores de alimentos e insetos também podem contaminar, principalmente, os alimentos, utensílios e objetos capazes de absorver, reter e transportar organismos contagiantes e infecciosos.  Locais de uso coletivo, como escolas, creches, hospitais e penitenciárias apresentam maior risco de transmissão das doenças diarreicas agudas.

A Fiocruz destaca que a lavagem das mãos com água e sabão antes das refeições, após usar o banheiro ou ter contato com animais, além da higienização dos ambientes usados para manipular alimentos, são algumas das ações que podem contribuir para a diminuição da transmissão do norovírus, que ainda não possui vacina para sua contenção.

6 alimentos que ajudam a desinflamar o corpo 6 alimentos que ajudam a desinflamar o corpo

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade