PUBLICIDADE

Dia Mundial do Transtorno Bipolar: O que é a condição?

Psicólogo especialista em Saúde Mental esclarece as principais dúvidas

30 mar 2024 - 09h57
Compartilhar
Exibir comentários

No Dia Mundial do Transtorno Bipolar, é essencial aprofundar nossa compreensão sobre essa condição mental complexa que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Para falar sobre o assunto, nós conversamos com o psicólogo Alexander Bez, que compartilhou informações sobre a condição.

O que é Transtorno Bipolar?

De acordo com Bez, o Transtorno Bipolar é uma condição psiquiátrica extremamente desafiadora, pois leva as pessoas a viverem em extremos, oscilando entre episódios de mania e depressão. Ele destaca a importância de entender a complexidade dessa polarização emocional e seus impactos na vida diária das pessoas afetadas.

[caption id="attachment_4495" align="alignnone" width="300"]

Dia Mundial do Transtorno Bipolar O que é a condição
Dia Mundial do Transtorno Bipolar O que é a condição
Foto: Sou Mais Bem Estar

©KatarzynaBialasiewicz de Getty Images via Canva.com[/caption]

Tipos de bipolaridade e sintomas

Existem diferentes tipos de Transtorno Bipolar. O especialista explica que no tipo 1, os pacientes alternam entre episódios de mania e depressão de forma mais evidente, enquanto no tipo 2, é mais comum a manifestação de episódios de hipomania acompanhados por períodos depressivos. Ele também detalha os sintomas associados a cada fase, desde a euforia e autoestima inflada na mania até o isolamento e pensamentos suicidas na depressão.

Diagnóstico e perigos associados

O diagnóstico preciso do Transtorno Bipolar é crucial e é realizado por profissionais de saúde mental através de avaliação clínica e, em alguns casos, exames neurológicos para descartar outras condições. O psicólogo destaca os perigos associados ao transtorno, como ações impulsivas durante a fase da mania e o risco de comportamentos autodestrutivos na fase depressiva, incluindo o potencial de suicídio.

Tratamento e perspectivas de vida

Quando se trata de tratamento, o psicólogo enfatiza a importância da abordagem multidisciplinar, que inclui medicamentos estabilizadores de humor, psicoterapia e estratégias para reduzir o estresse. Ele esclarece: "Embora não haja cura para o Transtorno Bipolar, muitas pessoas podem gerenciar seus sintomas e levar uma vida equilibrada com o apoio adequado".

Conscientização e apoio contínuo

Neste Dia Mundial do Transtorno Bipolar, é fundamental aumentar a conscientização sobre a condição, desmistificar estigmas e oferecer apoio contínuo às pessoas que vivem com o transtorno. Com compreensão, tratamento adequado e apoio da comunidade, é possível enfrentar os desafios do Transtorno Bipolar.

Fonte:  Alexander Bez, Piscólogo Especialista em Relacionamentos pela Universidade de Miami (UM); Especialista em Ansiedade e Síndrome do Pânico pela Universidade da Califórnia (UCLA); Especialista em Saúde Mental. | @alexanderbezoficial

Sou Mais Bem Estar
Compartilhar
Publicidade
Publicidade