PUBLICIDADE

Dentes sensíveis? Saiba quando este é um sinal de alerta

Diversos fatores podem tornar os dentes sensíveis, mas é importante estar atento para identificar uma possível doença bucal

11 set 2023 - 08h02
(atualizado às 23h10)
Compartilhar
Exibir comentários

Quem nunca tomou uma bebida gelada ou experimentou um sorvete e sentiu dor por conta de dentes sensíveis? A hipersensibilidade dentária pode surgir também ao consumir alimentos quentes ou ácidos e, muitas vezes, representa mais do que um incômodo momentâneo. Isso porque este pode ser um sinal de alerta para problemas da saúde bucal.

Segundo o coordenador do curso de Odontologia da Faculdade Anhanguera, Ezequiel Ortiz Rosa, a hipersensibilidade dentária é uma resposta exacerbada a estímulos químicos, táteis e de temperatura que causam sensibilidade nos dentes. "Um conjunto de fatores podem ocasionar esse quadro. Dentre eles, a exposição das raízes dentárias devido à retração da gengiva, cáries, fraturas de dentes e restaurações mal adaptadas ou desgastadas", afirma. 

Os dentes sensíveis estão frequentemente associados a uma dor aguda ao ingerir alimentos ou bebidas frias, quentes, doces ou ácidas. Além disso, o ato de escovar os dentes também pode desencadear essa sensação desconfortável.

Segundo Ezequiel, devido à perda de proteção do esmalte dental, a polpa dentária torna-se mais suscetível à sensibilidade. Isso ocorre porque estímulos térmicos ou a alimentos entram diretamente em contato com a polpa, gerando imediatamente estímulos dolorosos nos dentes desprotegidos. 

"Há casos em que a hipersensibilidade dentária pode ser temporária, desaparecendo rapidamente após o contato com alimentos quentes ou frios, sem causar dor aguda. Nesses casos, não é considerada hipersensibilidade dentária, mas sim uma sensibilidade comum", explica o dentista.

Quando os dentes sensíveis representam um sinal de alerta?

Ezequiel orienta que a hipersensibilidade dentária pode indicar problemas mais graves quando interfere significativamente na ingestão de alimentos e bebidas devido à sua temperatura, quando a escovação causa dor intensa e quando os sintomas excessivos afetam a qualidade de vida do paciente. 

O tratamento eficaz da hipersensibilidade dentária começa com a identificação e eliminação da causa raiz. Isso pode envolver a necessidade de refazer restaurações, remover raízes expostas devido à retração gengival e usar pastas de dentes e enxaguantes bucais específicos para o tratamento da hipersensibilidade.

Para o tratamento, o professor aponta que é indispensável descobrir o motivo da causa para eliminar o agente causador. "No caso de uma restauração fraturada ou mal adaptada, a mesma deve ser refeita, remover raízes expostas devido à retração gengival e usar pastas de dentes e enxaguantes bucais específicos para o tratamento da hipersensibilidade".

4 mitos e verdades sobre alimentos que amarelam os dentes:

 

O ideal é investigar o problema

A hipersensibilidade dentária também pode ser um indicativo de uma condição de saúde mais séria. "Pacientes com sinal de inflamação da polpa dentária podem acarretar a necessidade de um tratamento endodôntico. Além disso, esses casos também podem sinalizar a presença de lesões cervicais não cariosas, tornando o acompanhamento do cirurgião dentista crucial", destaca.

Ezequiel Rosa enfatiza a importância de consultar um dentista para um diagnóstico preciso da hipersensibilidade dentária e obter um tratamento adequado. "O uso de medicamentos e produtos sem o acompanhamento do cirurgião dentista pode ser prejudicial ao paciente e piorar o quadro clínico", finaliza.

 
Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade