PUBLICIDADE

5 práticas a evitar para cuidar da pele no inverno

Estes hábitos podem deixar a sua pele ainda mais ressecada durante os dias frios. Descubra quais são eles!

10 jun 2024 - 14h15
Compartilhar
Exibir comentários

Durante os dias mais frios, a nossa pele tende a ficar mais ressecada, especialmente por causa da diminuição da umidade relativa do ar, que acaba "roubando" a hidratação natural da barreira cutânea. E existem alguns hábitos comuns que podem piorar ainda mais a situação. A seguir, descubra quais são eles e entenda por que é importante evitá-los para cuidar da pele no frio!

Descubra 5 hábitos comuns durante os dias frios que podem fazer mal à pele |
Descubra 5 hábitos comuns durante os dias frios que podem fazer mal à pele |
Foto: wayhomestudio/Freepik / Boa Forma

"O frio pode ter diversos impactos na pele, principalmente devido à baixa umidade do ar, o que leva a uma diminuição na hidratação cutânea. As baixas temperaturas e os ventos frios podem comprometer a barreira lipídica da pele, deixando-a mais suscetível a ressecamentos, irritações e até mesmo a condições como dermatite atópica e eczema", detalha a  Dra. Isabel Martinez, MBA em Cosmetologia e CEO da Clinica Martinez.

Cuidados com a pele no frio

Tomar banhos muito quentes e demorados

De acordo com a Dra. Nancy Vanessa, dermatologista, banhos muito quentes e demorados podem contribuir para a remoção dos óleos naturais da pele que ajudam na proteção, tornando-a mais suscetível à descamação, coceira, vermelhidão e irritações.

"Esse hábito, além de deixar a pele mais exposta aos agentes agressores, colocando em risco a saúde cutânea, ainda pode deixar o rosto com uma aparência mais opaca e menos uniforme", diz a  Dra. Ligia Novais, dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Por isso, para preservar a hidratação da pele, é recomendado tomar banho com água morna e limitar o tempo no chuveiro, orienta a  Dra. Erika Carneiro, dermatologista da Clínica Victor Bechara.

Não usar protetor solar

Nos dias frios, muitas pessoas acabam deixam de lado o uso do protetor solar por acreditarem que ele não é necessário. No entanto, segundo a Dra. Nancy, esse produto deve ser utilizado mesmo durante as baixas temperaturas.

"Claro que, dependendo da época do ano, a incidência de raios solares é maior ou menor, mas ela sempre está presente e, sendo assim, é indispensável aplicar o filtro solar pela manhã para proteger a barreira cutânea. Lembre-se que o filtro deve ser reaplicado ao longo do dia", ressalta ela.

"Os raios UVA, em particular, penetram profundamente na pele e são os responsáveis pelo aumento do risco de câncer nesse órgão e pelo envelhecimento acerelado. Estudos mostram que a exposição acumulativa aos raios UV é um dos fatores envolvidos no desenvolvimento de danos cutâneos, independente da temperatura ambiente", completa a Dra. Isabel.

Esquecer de beber água

"No frio, é comum diminuirmos o consumo de água, uma vez que a sensação de sede e de calor costuma ser menor. Porém, sabemos que a água serve para muito mais do que apenas refrescar. O consumo adequado de líquidos é crucial para o funcionamento do organismo como um todo, incluindo a pele. Uma pele saudável, bonita e protegida depende da hidratação regular", destaca a Dra. Ligia Novais.

A Dra. Isabel comenta que os benefícios da água à pele incluem a melhora da firmeza e da elasticidade, o viço, a prevenção do envelhecimento precoce, o fortalecimento e a proteção contra as agressões externas.

Lavar o rosto várias vezes ao dia

Assim como os banhos quentes e prolongados, o hábito de lavar o rosto várias vezes ao dia pode retirar a camada de proteção natural da barreira cutânea.

"Especialmente durante as estações mais frias, quando a pele já está mais vulnerável devido ao clima seco, é crucial limitar a limpeza facial a no máximo duas vezes ao dia", conta a CEO da Clínica Martinez.

"A lavagem frequente pode comprometer ainda mais a pele, desencadeando irritações e sensibilidades", aponta a Dra. Erika Carneiro.

Não adaptar o skincare

A Dra. Nancy Vanessa revela que, com a queda das temperaturas, é interessante lembrar de adaptar o skincare para atender às necessidades da pele durante os períodos mais gelados.

Uma sugestão é priorizar a utilização de sabonetes mais suaves e nutritivos. "Quando usamos sabonetes agressivos, tiramos ainda mais os óleos naturais da pele, favorecendo a ocorrência de dermatites e coceiras", alerta ela.

Além disso, nesta época do ano, vale a pena investir em hidratantes mais potentes. "Eles oferecem uma hidratação mais intensa, ajudando a combater o ressecamento característico da estação. Contam com ingredientes ricos em lipídios que reforçam a barreira da pele, protegendo-a contra a perda de umidade e fatores como o vento frio", orienta Carneiro.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade