PUBLICIDADE

7 dicas para evitar bolas de pelo em gatos 

Veja como algumas atitudes podem ajudar no combate a esse problema que prejudica a saúde do bichano

24 out 2023 - 11h01
Compartilhar
Exibir comentários

Os gatos são higiênicos por natureza e possuem o hábito comum - e totalmente normal - de se lamber. Devido às papilas que cobrem a língua desses felinos, eles conseguem lavar, secar, pentear e alisar a pelagem, além de remover os pelos mortos presentes na superfície da pele. 

Escovar regularmente o pelo dos felinos é uma das medidas mais eficazes para evitar bolas de pelo
Escovar regularmente o pelo dos felinos é uma das medidas mais eficazes para evitar bolas de pelo
Foto: Standret | Shutterstock / Portal EdiCase

Entretanto, para eles, os pelos soltos podem oferecer alguns riscos à saúde. "Alguns pelos não são devidamente digeridos, levando ao acúmulo no trato gastrointestinal, podendo conglomerar-se em sólidas massas conhecidas como 'bolas de pelo' (tricobezoar)", explica a veterinária Lara Torrezan.  

Sintomas causados pelas bolas de pelo 

Lara Torrezan explica que é possível perceber quando o gato está incomodado com as bolas de pelo, pois ele apresenta tosse seca ou tentativa de vômito, falta de apetite, depressão, dor abdominal, constipação, fezes muito secas e duras, pelagem seca e sem brilho e/ou com falhas. "Cuidado, pois esses sinais podem indicar uma obstrução da garganta, do estômago ou do intestino, resultando até na morte do animal", alerta. 

Combatendo as bolas de pelos  

A seguir, confira algumas dicas que podem ajudar a combater as bolas de pelos no seu gato. "Prevenção é sempre a melhor opção, pois é impossível evitar que o gato ingira pelos, sendo esse seu hábito de higiene constante", ressalta Lara Torrezan.  

1. Alimentação rica em fibras 

Uma dieta equilibrada é essencial para a saúde digestiva do gato. Por isso, opte por rações de alta qualidade, ricas em fibras, que ajudam a promover a passagem suave do pelo por meio do trato gastrointestinal. 

2. Escovação regular 

Conforme explica Lara Torrezan, a escovação é uma das medidas mais eficazes para evitar bolas de pelo. Além disso, a realização de tosas periódicas em casos de pelagem semilonga ou longa também pode ser benéfica.  

3. Atenção ao comportamento de lambedura excessiva 

Se o seu gato está se lambendo de forma obsessiva, isso pode ser um sinal de estresse ou desconforto. Procure identificar a causa e, se necessário, consulte um veterinário. 

4. Alimentos específicos para controle de bolas de pelo 

Existem rações e petiscos formulados especialmente para controle de bolas de pelo. Elas contêm ingredientes que auxiliam na passagem do pelo por meio do trato digestivo. Todavia, consulte um veterinário antes de inserir esses tipos de alimentos na rotina do seu felino.  

A grama para gatos oferece vários benefícios para a saúde dos felinos
A grama para gatos oferece vários benefícios para a saúde dos felinos
Foto: Zanna Pesnina | Shutterstock / Portal EdiCase

5. Introduza grama para gatos na dieta 

Segundo Lara Torrezan, as 'graminhas para gatos' podem ser oferecidas aos felinos, pois são ricas em fibras naturais e auxiliam na digestão, promovem o bom funcionamento do trato gastrointestinal e ajudam na prevenção das bolas de pelo. 

6. Mantenha o ambiente livre de estresse 

O estresse pode levar a um aumento na lambedura excessiva e, consequentemente, à ingestão de mais pelos. Por isso, proporcione um ambiente tranquilo e enriquecido para o seu gato. 

7. Acompanhamento veterinário  

Se o seu gato sofre de um problema crônico de bolas de pelo, um veterinário pode recomendar tratamentos específicos para combater a queda de pelo. "Nem sempre isso é possível apenas com a alimentação; por isso, é muito importante a suplementação", conta Lara Torrezan. 

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade