PUBLICIDADE

Como usar fitas LED em 5 ambientes diferentes

Tendência mundial, a iluminação linear proporciona versatilidade e imprime muito estilo em projetos de iluminação

2 jul 2022 - 19h06
Ver comentários
-
-
Foto: Fabio Jr Severo/CASACOR / Casa.com

Hoje em dia, pensar em um projeto luminotécnico e não pensar em iluminação linear é quase um pecado entre os especialistas. As fitas LED deram início a uma era em que é possível dar um toque de luz aos cantinhos mais inusitados da nossa casa.

Decorativa ou funcional, esse tipo de iluminação está ganhando bastante espaço. "Quando embutida em prateleiras, nichos e forros, oferece um clima aconchegante ao ambiente, realçando outros detalhes da decoração", afirma Lígia Nunes, gerente de marketing da Bronzearte LLUM.

-
-
Foto: André Mortatti/Divulgação / Casa.com

Disponíveis nas temperaturas de cor branca quente, branca fria e RGB (sigla em inglês de vermelho, verde e azul), além de modelos que podem até ser controlados via wi-fi por aplicativo ou assistente de voz, cada versão proporciona resultados diferentes e é importante ter isso em mente antes de escolher.

Projeto da FAN Interior Design
Projeto da FAN Interior Design
Foto: Emerson Rodrigues/Casa.com.br / Casa.com

Segundo a especialista Lígia Nunes, a preferida dos consumidores é a temperatura de cor branca quente, pois esse tom amarelado da luz proporciona um ar mais convidativo e aconchegante ao ambiente.

Para explorar a iluminação linear na sua casa de forma decorativa ou funcional, confira as dicas de instalação fornecidas por ela para cinco diferentes ambientes:

1. Cozinha

-
-
Foto: Suellen Figueiredo / Landhi //Reprodução / Casa.com

Ao definir o local de aplicação, é importante saber usar a temperatura de cor adequada à necessidade de cada espaço.

"Na cozinha, por exemplo, é indicada a instalação de fita LED na temperatura de cor branca quente, na bancada, logo abaixo dos armários aéreos. Essa cor proporciona a luminosidade ideal e ajuda a promover a atenção nesta área de trabalho, dedicada ao preparo dos alimentos", explica.

2. Sala de estar

-
-
Foto: Luis Gomes/Divulgação / Casa.com

Já na sala de estar, local que pede conforto e aconchego, prefira a temperatura de cor amarela. Pode ser instalada em móveis como prateleiras, nichos e bancadas ou aplicada em sancas de gesso para um efeito de iluminação indireta.

"No painel de TV, a fita permite uma baixa iluminação, que não atrapalha a visão da televisão e, ao mesmo tempo, não deixa o lugar totalmente escuro", sugere.

3. Banheiro

-
-
Foto: Herman Charles Christ / Buzina de Imagem/Divulgação / Casa.com

Nesse ambiente é possível mesclar as temperaturas de cor, deixando a opção branca fria na região do espelho para atividades que envolvam o ato de se barbear ou se maquiar, ativando-a somente nesses momentos.

Já a opção branca quente fica melhor mais próxima do lavatório e cantos dos gabinetes, proporcionando conforto ao espaço.

4. Quarto

-
-
Foto: Herman Charles Christ / Buzina de Imagem/Divulgação / Casa.com

Fitas de alto IRC (índice de reprodução de cor) deixam o espaço do closet ainda mais funcional, pois itens com esse índice elevado reproduzem com mais fidelidade a cor dos objetos iluminados. Além disso, ajudam na escolha certa da roupa e da maquiagem no dia a dia.

Na cabeceira da cama, por sua vez, as fitas são um sucesso. Neste caso, opte pela temperatura de cor quente.

5. Home office

-
-
Foto: Reprodução/Pinterest / Casa.com

Como muitos adotaram esse modelo de trabalho devido à pandemia, é comum hoje em dia a adaptação de espaços da casa para escritórios.

As fitas LED também ajudam a compor esses ambientes como luz de apoio ou até mesmo para iluminar de forma mais adequada o cenário de reuniões online. Já para gamers e streamers, a opção RGB faz muito sucesso, criando um cenário em volta deles.

Casa.com
Publicidade
Publicidade