9 eventos ao vivo

No sol ou só nas telas: protetor solar é item indispensável

Dermatologista explica que além do sol, radiações do computador, celular e lâmpadas também causam envelhecimento da pele e manchas

15 out 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Item quase que indispensável em situações com exposição direta ao sol, como praia ou piscina, o protetor solar tem sido cada vez mais necessário para quem se mantém firme e forte no isolamento social, dentro de casa. O fotoprotetor é importante para a proteção da pele contra a radiação dos aparelhos de celular, televisão, tablets e outras telas, que causam envelhecimento e manchas na face e no corpo.

Para entender mais sobre o processo e tirar dúvidas sobre o uso de um produto tão fundamental para a saúde da pele, o Terra conversou com o dermatologista Daniel Coimbra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Também tem teste de produtos que aprovamos, com aquele sincerão amigo para você que não sabe qual item escolher da prateleira. 

No ritual de cuidados com a pele, proteção solar é passo indispensável
No ritual de cuidados com a pele, proteção solar é passo indispensável
Foto: Joanna Nix/ Unsplash / Reprodução

Doutor Daniel, com que frequência devemos passar protetor solar?
Daniel Coimbra:
O protetor deve ser aplicado todos os dias antes de sair de casa e também se for fazer atividade física ao ar livre. Deve-se reaplicar a cada duas horas caso haja transpiração e se entrar na água.

Preciso passar protetor mesmo estando em casa? E no inverno? 
Sim. Em casa também é necessário usar protetor porque estamos expostos a outras radiações como computador, celular, tablet, lâmpadas. Esse tipo de radiação também causa envelhecimento da pele e manchas.

Quais os principais mitos envolvendo o uso deste produto?
O protetor deve ser usado sempre. Entre os principais mitos é que o de fator baixo, por exemplo, tem a mesma proteção que os de fatores alto. Existe diferença entre um protetor de FPS 30 e um mais alto. Isso se explica porque não há só o raio UVB, aquele que queima a pele da gente deixando-a vermelha. Temos também o raio UVA, que aquece menos, mas penetra mais profundo na pele porque tem comprimento de onda maior e é o raio que destrói o colágeno e as fibras elásticas e causam o envelhecimento da pele. Quanto mais alto o FPS, maior o fator UVA.

A quantidade de protetor influencia no seu desempenho de proteção?
Sim, e inclusive o fator de proteção cai a depender da quantidade que aplicamos sobre a pele. Isto é, um protetor de fator 30, devemos usar uma colher de chá no rosto, mas a gente não acaba utilizando essa quantidade exata. Costumamos aplicar de menos e espalhar demais. Com isso, a proteção diminui. Por isso é importante usar fator acima de 50. A quantidade ideal é uma colher de chá no rosto e três colheres de sopa no corpo.

A partir de que idade devo fazer o uso? 
O protetor solar deve ser usado a partir de 6 meses de vida.

É verdade que o rosto precisa de mais proteção que o corpo? 
Tudo precisa de proteção, tanto rosto quanto o corpo. Tendemos, contudo, a proteger mais o rosto, já que o corpo fica coberto pela roupa. Mas tudo tem que ter proteção igual.

Como escolher o fotoprotetor ideal para cada tipo de pele? 
O tipo de protetor ideal é de preferência acima de FPS 50 e vai depender da cosmética. Quem tem pele oleosa, deve dar preferência ao sérum, gel-creme, gel ou aquagel. As peles ressecadas devem usar protetor em creme que hidrata mais.

Protetor com cor protege mais? 
Sim, protetor solar com cor geralmente protege mais porque tem protetor físico em sua fórmula. Temos os filtros químicos, que absorvem energias de luz e transformam em outros tipos de energia, e tem os filtros físicos que são os de barreira na superfície  e refletem diretamente os raios que acabam não penetrando. Esses filtros já são usados para crianças há muito tempo, mas nos adultos foram mais utilizados quando a cosmética dos protetores ficaram melhores. Antes, deixavam a pele com a cor muito branca, então era difícil o uso no dia a dia. Com a melhora da tecnologia, a cosmética também evoluiu assim como os químicos. Não é uma base, é um protetor com pigmentos que tenham proteção solar contra outros tipos de radiação. Esse protetor físico de barreira são geralmente à base de dióxido de titânio e óxido de zinco, as duas principais substâncias que acabam refletindo as radiações que chegam na pele.

Devo passar protetor no corpo mesmo quando não for me expor diretamente ao sol (como em praia ou piscina?).
Só nas áreas que estão a mostra como pescoço, dorso das mãos e braços, já que a roupa está protegendo o restante.

Crianças também precisam de protetor específico para o rosto? 
Os protetores de crianças normalmente são só físicos, esses de barreira, e podem ser usados tanto no rosto como corpo. Mas conforme vai chegando na puberdade e os hormônios começam a aparecer, alguns pré-adolescentes têm tendência a ter acne, então nessa fase é importante dar preferência aos produtos ao tipo de pele.

O que devo evitar na hora de escolher um bom produto? 
A escolha deve ser de uma linha que siga aos padrões internacionais de produção. Não adianta só observar o número que está na embalagem, ele precisa ter proteção ampla também ao UVA. Para isso, o padrão precisa ser internacional de qualidade. A cosmética também é importante, tem que ver se vai aderir bem a pele, se vai deixar oleoso, grudento, senão acaba diminuindo a fidelização de uso.

Qual protetor devo usar?

A partir daqui, os pitacos são menos médicos e mais amigos, com base nas impressões da repórter Luiza Leão, que testou quatro protetores. Alguns são lançamentos e outros já estão consolidados no mercado há bastante tempo. Vamos à prateleira?

Anthelios Airlicium, La Roche Posay, FPS 70

O querido de muita blogueira, também é o meu favorito. Descobri o produto graças às amostras que a minha antiga dermatologista me deu quando eu fazia tratamento para acne. À época, quatro anos atrás, eu precisei até usar o conhecido Roacutan por causa da grande quantidade de espinhas e manchas. Minha auto-estima estava no chão e acho que por isso esse protetor é tão querido por mim. Ele me ajudava a proteger o rosto do sol, mas com a cor pigmentada e textura mais grossinha, escondia um pouco daquelas manchas tão detestáveis. Ainda hoje, sigo com o uso diário do Anthelios, de La Roche Posay, por causa da proteção. Ele é ótimo para aqueles dias preguiça de maquiagem. Só passo no rosto, um pó para selar a transferência e partiu bem garota! Também é muito bom para ir à praia com menos cara de sono e mais cara de poder. Ele fixa super bem e a sensação que dá é que te protege até dentro da água. O ponto negativo é o valor, um pouco mais acima por ser um produto premium. Mas, se puder, invista. É de qualidade impecável e dura uma vida, acredite. 

Anthelios Airlicium, de La Roche Posay, o protetor favorito das blogueiras, como não?
Anthelios Airlicium, de La Roche Posay, o protetor favorito das blogueiras, como não?
Foto: Reprodução

Sun Fresh Derm Care, de Neutrogena, FPS 70 ou 30

Desenvolvido no Brasil e pensado para as peles brasileiras, o Sun Fresh Derm Care tem tudo para ser um sucesso por aqui – a ponto de me fazer cogitar a abandonar o meu tão amado La Roche. Recebi o produto na semana passada e fiquei de cara com a qualidade do lançamento. Primeiro, pela variedade de cores. São três tons de pele, e não mais aquele branco universal que nós estamos acostumadas a ver, e que quando aplicáveis dá uma boa fantasia de Gasparzinho. Nada disso! Eles lançaram uma cartela de tom de pele clara, morena e negra (todos em FPS 70), além das opções sem cor em FPS 70 e 30. Optei pelo de pele clara, e temi pelo fenômeno fantasma, já que não estou com o bronze em dia e é bem provável que o intermediário ficasse escuro. Mas o legal é que o protetor parece se adaptar à pele e seca impressionantemente rápido. O cheiro, que eu achei um pouco forte, fica bem suave após a aplicação – a ponto de não incomodar as pessoas que, assim como eu, sofrem de dor de cabeça com qualquer cheiro a mais. O novo protetor da Neutrogena faz uma espécie de película bem natural no rosto. Dá para sair sem nada de make, mas com cara de saúde, ou aproveitar como uma camada protetora e se jogar na base depois. O acabamento fica excelente. Nota 10! Outro ponto positivo é que custará em torno dos R$ 59,90 (o com cor) e a partir dos R$ 43, os sem. Preço justo e com qualidade inquestionável. Se eu fosse você, testaria também. 

Desenvolvido no Brasil, novo protetor Neutrogena tem tudo para ser hit: é mara!
Desenvolvido no Brasil, novo protetor Neutrogena tem tudo para ser hit: é mara!
Foto: Divulgação

Renew PollutionProtect +, da Avon, FPS 50

Melhor protetor solar da Avon dos últimos tempos. Minha pele é muito oleosa e minhas experiências com os protetores da marca, em geral, não eram boas. As texturas me incomodavam e o acabamento também. Mas, o Renew Pollution Protect + é um avanço da marca no segmento de skin care e acho que consolida os investimentos nesse sentido. Ótimo custo benefício e tem a praticidade de que quase todo mundo conhece aquela revendedora amiga para poder comprar. A absorção é rápida, a oleosidade da pele parece não sofrer intervenção por causa do produto e o cheiro é bem aquele de produtos para a pele, sem fragrâncias exageradas. Se quiser um produto mais em conta, o investimento é certamente nele.

Renew Pollution Protect +: aquele protetor da Avon que deu certo e você pode colocar na rotina de skin care sem medo!
Renew Pollution Protect +: aquele protetor da Avon que deu certo e você pode colocar na rotina de skin care sem medo!
Foto: Divulgação

Ensolei Extreme Color, de Ensolei, FPS 90+

Pasmem com essa proteção exagerada. É para você ficar on no sol e até 2050, Brasil! Mentira, é para tomar sol com cautela, obviamente. Mas o protetor é maravilhosamente bom. Entra no ranking dos produtos premium e com aquele custo um pouco mais acima. A textura é bem menos grudenta que o Anthelios e o acabamento é um mate super bacana. A embalagem promete, no rótulo, uniformizar o tom da pele e oferecer toque seco. Não é que o danado faz? Se tiver com medo de comprar, um aviso. Não tenha. É aquele produto com tudo para virar xodó.

Novo protetor Ensolei Extreme color: produto premium com tudo para te conquistar
Novo protetor Ensolei Extreme color: produto premium com tudo para te conquistar
Foto: Divulgação

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade