PUBLICIDADE

Toto dá declaração surpreendente sobre título de Verstappen

Chefe da Mercedes usou a disputa pelo título de 2021, entre Verstappen e Hamilton, para explicar sua opinião sobre a temporada atual

18 mai 2022 15h44
ver comentários
Publicidade
Toto Wolff, o principal nome da Mercedes
Toto Wolff, o principal nome da Mercedes
Foto: Mercedes / Twitter

A temporada de 2021 foi uma das mais equilibradas da história da Fórmula 1. Max Verstappen, da Red Bull, liderou a maior parte do ano, mas Lewis Hamilton, da Mercedes, reagiu nas corridas finais e levava o título até a última volta do campeonato, quando foi ultrapassado por Verstappen.

A disputa do ano passado foi lembrada por Toto Wolff, chefe da Mercedes, em uma entrevista concedida ao portal Sport24 Auto, da Áustria. Vinda de uma liderança justamente da Mercedes, a declaração surpreendeu: segundo o austríaco, Versttapen foi campeão sem ter o melhor carro.

A resposta veio após uma pergunta sobre o desempenho de Max Verstappen em 2022. Wolff acredita o piloto da Red Bull deve ter um caminho mais fácil do que aquele que enfrentou na campanha de seu primeiro título graças ao carro: “No ano passado, Max dirigiu um carro pior com o pé pesado e conquistou o título. Agora ele tem o carro mais rápido, tudo é mais fácil para ele, o pêndulo está balançando a seu favor.”

A ultrapassagem final de Verstappen sobre Hamilton, na última volta da temporada de 2021
A ultrapassagem final de Verstappen sobre Hamilton, na última volta da temporada de 2021
Foto: F1 / Divulgação

Na mesma entrevista, Toto também falou sobre as já famosas dificuldades de acerto do W13, o carro da Mercedes em 2022: “Ainda não entendemos nosso carro. Tivemos um dia muito bom no treino de sexta-feira em Miami e estávamos entre os mais rápidos. No sábado, tudo de repente ficou diferente novamente. Mudanças mínimas na configuração têm um grande impacto”, declarou. “Esperamos que as coisas possam ir na outra direção: de uma sexta-feira medíocre para a frente. Somos bons em aprender.”

Mesmo assim, ele se mostrou esperançoso por uma melhora ao longo da temporada. Perguntado se equipe já pensa em desistir de evoluir o W13 e pensar em 2023, Wolff foi taxativo: "Não, de jeito nenhum. Tivemos apenas cinco corridas, então você não pode descartar nada, pode ficar favorável para nós novamente. E em termos de pontos, não estamos muito atrás.”

Por fim, o chefão falou sobre suas expectativas para o GP da Espanha, que acontece no próximo domingo, dia 22: “Barcelona será interessante para nós porque testamos lá com um carro rápido em fevereiro. Queremos continuar assim agora. Isso poderia ser um marco nessa direção. Mas temos que ser realistas: ainda estamos apenas em terceiro, atrás da Red Bull e da Ferrari.”

Parabólica
Publicidade
Publicidade