3 eventos ao vivo

Apple bane produtos químicos que causam câncer em fábricas

Benzeno e n-hexano não poderão ser usados na produção final de 22 fábricas, uma delas no Brasil

14 ago 2014
13h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
iPhone 5s  A Apple tem o recorde de venda em um trimestre (especificamente, o primeiro ano fiscal de 2014) com um smartphone. Esse sim, a companhia não detalha em seus resultados por modelo, assim os 51 milhões de dispositivos vendidos podem ser do iPhone 5s, 5c e até do iPhone 4s. Ou seja, o bloco também pode revelar o registro anterior, mas a empresa não revela.
iPhone 5s A Apple tem o recorde de venda em um trimestre (especificamente, o primeiro ano fiscal de 2014) com um smartphone. Esse sim, a companhia não detalha em seus resultados por modelo, assim os 51 milhões de dispositivos vendidos podem ser do iPhone 5s, 5c e até do iPhone 4s. Ou seja, o bloco também pode revelar o registro anterior, mas a empresa não revela.
Foto: Apple

A Apple está banindo o uso de dois produtos químicos perigosos da linha de produção de iPhones e iPads para tentar proteger os trabalhadores da fábrica da China, segundo reportou a AP.

A decisão foi anunciada pela empresa na quarta-feira, cinco meses depois de grupos ativistas de fiscalização de trabalho, como a China Labor Watch e Green America, terem lançado uma petição para que a empresa parasse de usar benzeno e n-hexano em sua fábrica. Essas duas substâncias podem causar leucemia e danos nos nervos, respectivamente, se não usadas de forma apropriada. Elas geralmente são encontradas em solventes usados para limpar eletrônicos e máquinas.

Segundo a Apple, uma investigação de quatro meses em 22 fábricas não encontrou evidências de que as substâncias colocavam em perigo os 500 mil trabalhadores dessas plantas. Não foram encontrados rastros dos químicos em 18 fábricas, enquanto nas outras quatro, foram achadas quantidades dentro do nível de segurança aceito.

A empresa de Cupertino ordenou seus fornecedores que parem de usar benzeno e n-hexano durante a montagem final dos iPhones, iPads, iPods, computadores Mac e outros acessórios. No entanto, os dois produtos químicos ainda são permitidos na fase inicial de produção, mas a companhia informou que vai reduzir a quantidade utilizada. Além disso, a Apple pediu que as fábricas testem todas as substâncias usadas para ter certeza que nenhuma delas contém esses componentes.

Das fábricas afetadas pela nova decisão, 18 são operadas por terceiros na China, enquanto as outras quatro estão no Brasil, Irlanda, Texas e Califórnia (EUA).

Galaxy ou iPhone? Compare smartphones topo de linha Galaxy ou iPhone? Compare smartphones topo de linha

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade