0

Microsoft diz que mais de 14 milhões de dispositivos já contam com Windows 10

31 jul 2015
17h41
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mais de 14 milhões de dispositivos passaram a contar, durante as primeiras 24 horas de seu lançamento, com a última versão do sistema operacional da Microsoft, o Windows 10, informou nesta sexta-feira a empresa tecnológica com sede em Seattle, nos Estados Unidos.

Yousef Mehdi, um dos vice-presidentes do Windows, afirmou no blog da companhia que se trata de uma "demanda sem precedentes".

O lançamento da última atualização do programa da Microsoft está sendo feito de forma escalonada.

Os primeiros a receber a nova versão foram os usuários que se registraram no plano Windows Insider e "reservaram" uma cópia há algumas semanas.

O novo sistema operacional é gratuito para os usuários que possuem as versões do Windows 7 e 8.1.

A atualização recebeu críticas majoritariamente positivas entre os especialistas em tecnologia de publicações como "The New York Times" e "The Wall Street Journal", que mencionou que as novas funções do Windows 10 fazem a atualização "valer a pena".

Com essa última atualização, a Microsoft quer manter sua relevância no mundo dos dispositivos móveis, dominado por Apple e Google.

A empresa tecnológica ofereceu a atualização de forma gratuita com o objetivo de conseguir 1 bilhão de usuários nos próximos dois anos.

Entre suas novas funções está o navegador Edge, assim como a versão para computadores do aplicativo Cortana, um assistente de voz equivalente ao Google Now! e ao Siri, da Apple.

O Windows 10 traz de volta o "Menu Iniciar", através do qual os usuários poderão ter acesso aos aplicativos, programas e funções que mais utilizam e que tinha desaparecido na última atualização, o impopular Windows 8.

A nova versão do sistema operacional também oferece a opção de reorganizar e mudar o tamanho dos ícones.

Além disso, o novo Windows oferece aos usuários a opção de acessar seus dispositivos através do reconhecimento facial, da íris e da impressão digital, o que evita o uso de senhas.

A Microsoft disse em abril que espera arrecadar cerca de US$ 15 bilhões este ano com a venda do novo sistema.

A empresa cobra tarifas dos fabricantes de computadores que instalam o Windows em seus novos dispositivos e também obtém receitas pela venda de seu software a grandes empresas e organizações.

Segundo os dados divulgados em abril, o dinheiro arrecadado com a venda do Windows aos consumidores costuma ser cerca de um terço do faturamento total da empresa, o que representa entre US$ 4 bilhões e US$ 5 bilhões, ou entre 4% e 5% da receita total da companhia no exercício que terminou no dia 30 de junho.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade