PUBLICIDADE

Resgate do cavalo "Caramelo" no RS repercute na imprensa internacional

A edição espanhola do El País destacou que o episódio virou um "símbolo" das inundações no estado gaúcho

10 mai 2024 - 09h36
(atualizado às 10h18)
Compartilhar
Exibir comentários

A imprensa internacional repercutiu o resgate do cavalo "Caramelo" em Canoas, Rio Grande do Sul. O tema ficou na página principal do site da ABC News, nos Estados Unidos, e também foi noticiado pelas agências AP e Reuters e pelos jornais Clarín, da Argentina; The Guardian, do Reino Unido; CNN Chile; e CNN Español.

Resgate do cavalo "Caramelo" noticiado no The Guardian
Resgate do cavalo "Caramelo" noticiado no The Guardian
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

A edição espanhola do El País destacou que o episódio virou um "símbolo" das inundações no RS. Já a CNN Chile destacou as reações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e da primeira-dama Janja ao descobrirem que a operação foi bem-sucedida.

Há dias, jornais de todo o mundo têm relatado as enchentes, que já deixaram mais de 100 mortos e atingiram mais de 85% das cidades gaúchas. A tragédia foi noticiada nas páginas principais dos sites da CNN Internacional, Al Jazeera (Catar), RT News (Rússia), CGNT (China), do Clarín e do Guardian (Reino Unido).

Como ocorreu o resgate do Caramelo?

Apelidado por usuários das redes sociais, o cavalo foi resgatado na manhã desta quinta-feira (9). O animal ficou ilhado em um telhado na cidade de Canoas, no RS, por pelo menos 24 horas.

O resgate foi feito pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo e acompanhado por veterinários. Para ser retirado do local, o Caramelo foi sedado e colocado em um bote.

O veterinário da Polícia Militar Augusto Moscardini explicou em entrevista a Globonews que foi necessário avaliar o estado físico e o temperamento do animal, o tempo em que ele se encontrava preso e o peso do cavalo. Segundo Moscardini, Caramelo tem entre 450 e 500 quilos.

Enquanto transportavam o cavalo, os veterinários seguiram aplicando a medicação para que ele permanecesse imóvel. O animal também deve receber litros de soro para repor a quantidade de líquido que perdeu nas 24 horas que ficou ilhado.

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade