1 evento ao vivo

O que é o solstício?

Entenda porque temos os dias mais longos do ano perto do solstício de verão, que começou no 21/12/2018

21 dez 2018
20h48
  • separator
  • 0
  • comentários

O verão 2018/2019 começou oficialmente no Hemisfério Sul às 20h23 (horário brasileiro de verão) do dia 21 de dezembro de 2018 e se estende até o dia 20 de março de 2019, às 18h58, também no horário de Brasília. No Hemisfério Norte começou o inverno.

O que chamamos de início do verão, com dia e hora marcados, para os astrônomos é o solstício de verão. O Hemisfério Sul passa pelo solstício de verão e o Hemisfério Norte pelo solstício de inverno.

Se imaginarmos o movimento aparente do Sol no horizonte, o solstício é o limite máximo do posicionamento do Sol, quando ele está na sua posição mais ao sul ou mais ao norte, dependendo da época do ano.

No solstício de verão (dezembro, início do verão), o Sol atinge seu limite máximo ao sul. No solstício de inverno (junho, início do inverno), o Sol atinge seu limite máximo mais ao norte. Esse dia é o dia mais longo do ano, com o menor número de horas de noite, com sol abaixo da linha do horizonte. 

O hemisfério que está no verão, está mais voltado para  sol e recebe a maior densidade de raios solares.

O solstício é um momento, com dia, mês, hora e segundo muito bem determinados por cálculos astronômicos. Não é um período. Então, não é correto dizer "entramos no solstício". Você pode dizer passamos (com a ideia de um momento) pelo solstício de verão (de inverno) e entramos (ideia de um período que vai se prolongar) no verão (inverno).

Astronomia define a data das estações

A data e o horário do início e do fim das estações do ano é um cálculo feito pelos astrônomos e não pelos meteorologistas. Este cálculo leva em consideração o movimento de translação da Terra em torno do Sol. Pode-se saber a data e hora do início das estações com muitos anos de antecedência.

Os meteorologistas trabalham com as mudanças do tempo de um dia para o outro, de uma semana para outra, com as variações do clima de uma estação para outra. Porém, as mudanças meteorológicas não obedecem aos cálculos astronômicos. Nem sempre o frio mais intenso ocorre no auge do inverno e nem sempre o calor mais forte é no verão.

Por que ocorrem as estações do ano?

As estações do ano ocorrem por causa da inclinação do eixo central da Terra. Este eixo faz um ângulo de 23,5° em relação à linha do plano do sol. A palavra solstício tem origem no latim e quer dizer "sol parado".

Dias longos, noites curtas

É nos dias próximos ao solstício de verão (inverno) que temos os dias mais longos (curtos) do ano, com o maior (menor) número de horas de sol. A quantidade de horas de sol é chamada de insolação. Esta diferença é muito nítida no centro-sul do Brasil, mas pouco perceptível nos estados do Norte e do Nordeste. Isto depende da latitude, que é a distância em relação à Linha do Equador terrestre.

No dia do solstício de verão, quanto mais longe da linha do Equador, maior o número de horas de sol, maior é a duração do dia. No solstício de inverno é o contrário: quanto mais longe do Equador Terrestre, menor o número de horas de sol.

Foto: Climatempo

Hora do nascer do Sol nos solstícios de verão e de inverno

Calor e número de horas de sol

Os dias mais longos do ano ocorrem um pouco antes e um pouco depois da data do solstício. Do dia 11 até o dia 31 dezembro, Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul tem 14 horas de sol por dia, em média. Entre os dias 20 e 23 de dezembro são 14 de horas e 5 minutos de sol.

São Paulo tem aproximadamente 13 horas e meia de sol diariamente em dezembro. Mas entre os dias 16 e 26 são 13 horas e 35 minutos diárias de sol.

Em Ushuaia, no extremo sul da Argentina, a cidade mais ao sul do planeta, o dia nesta época é muito longo. São 17 horas e 19 minutos de sol.

O grande número de horas de sol no verão no centro-sul do Brasil é um dos motivos para o maior aquecimento do ar.

Foto: Climatempo

Foto de Roger Alves, São Paulo (SP)

Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade