PUBLICIDADE

Vulcão na Indonésia: moradores fogem enquanto o Monte Semeru expele uma enorme nuvem de cinzas

As companhias aéreas foram alertadas sobre uma nuvem de cinzas que alcança 15 mil metros nas cercanias do Monte Semeru, na Ilha de Java.

4 dez 2021 11h15
| atualizado em 5/12/2021 às 06h56
ver comentários
Publicidade

Moradores de Java, uma das ilhas da Indonésia, fogem de uma vasta nuvem de cinzas devido à erupção de um vulcão ativo pela segunda vez em poucos meses.

Testemunhas disseram que uma forte chuva de cinzas vulcânicas do Monte Semeru chegou a bloquear o Sol em dois distritos locais.

Até o momento, há relatos de que 13 pessoas teriam morrido. A evacuação da população local está em andamento, dizem as autoridades.

Enquanto isso, um órgão de monitoramento de atividades vulcânicas emitiu um alerta às companhias aéreas sobre a nuvem de cinzas, que alcança até 15 mil metros de altura.

Thoriqul Haq, um funcionário local, disse à Agência Reuters que uma estrada e uma ponte próximas à cidade de Malang foram danificadas.

"A situação tem se modificado de forma urgente e rápida desde o início da erupção", disse.

O Centro Consultivo de Cinzas Vulcânicas (VAAC) em Darwin, na Austrália, disse que as cinzas parecem ter se desprendido do cume e estão indo na direção sudoeste.

O VAAC fornece consultoria para a indústria de aviação sobre a localização e o movimento de cinzas vulcânicas potencialmente perigosas.

Campbell Biggs, meteorologista do VAAC, explicou à BBC que a coluna de fumaça de 15 mil metros é mais alta do que a altitude de cruzeiro da maioria das aeronaves, o que exige mudança nas rotas dos voos que passam por ali.

As cinzas que se solidificam nas partes mais frias dos motores dos aviões podem interromper o fluxo de ar pela maquinaria, o que prejudicaria o funcionamento da aeronave.

Elas também afetam a visibilidade para os pilotos e pioram a qualidade do ar na cabine — o que torna as máscaras de oxigênio uma necessidade aos passageiros.

O Monte Semeru também entrou em erupção em janeiro deste ano, levantando uma grande nuvem de cinzas
O Monte Semeru também entrou em erupção em janeiro deste ano, levantando uma grande nuvem de cinzas
Foto: AFP / BBC News Brasil

O Monte Semeru era um vulcão bastante ativo que regularmente expelia cinzas a uma altura de 4,3 mil metros. A erupção deste sábado teve, portanto, um "aumento de intensidade bastante significativo", disse Biggs.

A nuvem de cinzas deve se dissipar lentamente, complementou o especialista.

O Monte Semeru se eleva a 3,6 mil metros acima do nível do mar e já entrou em erupção entre o final de 2020 e o início de 2021, forçando milhares de residentes a buscar abrigo.

Ele está entre os quase 130 vulcões ativos da Indonésia.

O país está no "Círculo de Fogo" do Pacífico, onde as placas tectônicas se encontram, causando atividades vulcânicas e sísmicas com frequência.

Imagens nas redes sociais mostram residentes fugindo enquanto uma nuvem de cinzas gigante se erguia atrás deles.

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Veja o tuíte original no Twitter

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Veja o tuíte original no Twitter

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade
Publicidade