PUBLICIDADE

Mundo

'Vida humana deve ser protegida até morte natural', defende Papa

15 mai 2024 - 13h51
(atualizado às 14h30)
Compartilhar
Exibir comentários

O papa Francisco disse nesta quarta-feira (15) que a vida humana deve ser protegida "desde a concepção até à morte natural", em sua audiência geral no Vaticano, lembrando "os nascituros ao se referir a um religioso", iniciativa da Polônia.

    "Hoje temos um sino trazido da Polônia chamado 'A Voz do Nascituro', que será levado ao Cazaquistão. Ele nos lembrará da necessidade de proteger a vida humana desde a concepção até à morte natural", explicou o Pontífice aos fiéis presentes na Praça São Pedro.

    Segundo o argentino, "o Espírito Santo sempre nos eleva a um grande amor desinteressado pelos pobres, pelos doentes e pelos indefesos, como os nascituros".

    Por fim, ele saudou os idealizadores da Fundação polonesa "Sim à Vida", que leva o nome da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria".

    Esta não é a primeira vez que o líder da Igreja Católica defende a proteção da vida. Em janeiro, ao criticar a prática da barriga de aluguel, Jorge Bergoglio afirmou que a "via da paz exige o respeito à vida, a cada vida humana, começando pela do nascituro no ventre da mãe". .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade