PUBLICIDADE

Mundo

Vaticano inocenta cardeal canadense acusado de abuso sexual

Gérald Lacroix foi alvo de uma denúncia feita por mulher anônima

21 mai 2024 - 12h24
(atualizado às 14h30)
Compartilhar
Exibir comentários

A investigação canônica preliminar ordenada pelo papa Francisco sobre uma acusação anônima contra o cardeal canadense Gérald Lacroix, arcebispo de Quebec, não encontrou nenhuma evidência "que constitua má conduta ou abuso" por parte do religioso, informou a Santa Sé nesta terça-feira (21).

    Segundo a Sala de Imprensa do Vaticano, o relatório da investigação realizada pelo juiz foi concluído em 6 de maio de 2024 e entregue ao Pontífice nos dias seguintes.

    "À luz dos fatos examinados pelo juiz, o relatório não identifica nenhuma ação que constitua comportamento negativo ou abuso por parte do cardeal. Por esta razão, não está previsto um procedimento canônico mais aprofundado", diz a nota.

    Desta forma, Jorge Bergoglio autorizou o "juiz Andrés Denis a emitir uma declaração resumindo os elementos da sua investigação e autorizou-o também a responder a quaisquer perguntas a este respeito".

    "O Pontífice expressa profundo agradecimento ao juiz André Denis por ter cumprido, no prazo previsto, o mandato que lhe foi confiado e que cumpriu com imparcialidade no âmbito da ação coletiva movida contra a Arquidiocese de Quebec", acrescentou.

    Em janeiro passado, o cardeal e arcebispo de Quebec, de 66 anos, foi acusado por uma mulher anônima de tê-la abusado entre 1987 e 1988, quando ela tinha 17 anos. O caso fazia parte de uma ação coletiva contra 15 pessoas da diocese.

    Francisco determinou a abertura de uma investigação canônica preliminar para esclarecer as acusações no dia 8 de fevereiro.

    Em uma mensagem de vídeo, publicada no site da diocese, Lacroix negou "categoricamente as acusações tornadas públicas": "Nunca, que eu saiba, pratiquei ações inadequadas contra ninguém, sejam menores ou adultos. Minha alma e minha consciência estão em paz diante dessas acusações que refuto". .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade