PUBLICIDADE

Mundo

UE aconselha Biden a fornecer menos armas para Israel

Borrell diz que decisão pode diminuir nº de civis mortos em Gaza

12 fev 2024 - 14h07
(atualizado às 14h10)
Compartilhar
Exibir comentários

O alto representante da União Europeia para Política Externa, Josep Borrell, aconselhou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a fornecer menos armas para Israel se quiser diminuir a quantidade de civis mortos na Faixa de Gaza.

De acordo com um levantamento da ONG Anistia Internacional, ao menos 95 civis em Rafah, no sul do enclave palestino, foram mortos em quatro bombardeios efetuados pelas forças israelenses nos últimos dias.

"Biden disse que as mortes de civis em Gaza são muitas. Caso forem muitas, então talvez seja necessário dar menos armas a Israel, é bastante lógico", opinou Borrell em uma coletiva de imprensa.

Em uma crítica ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, o político espanhol declarou que o chefe de governo "não escuta ninguém".

"Talvez seja hora de parar de pedir por favor e fazer alguma coisa", alertou o alto representante, acrescentando que a comunidade internacional deveria reconsiderar o fornecimento de armas a Israel devido à forma como a nação está liderando o operação militar.

As declarações de Borrell foram feitas após o mandatário norte-americano ter dito que as ofensivas militares de Israel foram "excessivas". .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade