PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mundo

Putin visita Xi para aprofundar parceria estratégica entre Rússia e China

15 mai 2024 - 20h00
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, visitará a China nesta quinta-feira para conversas com Xi Jinping que o Kremlin espera que aprofundem uma parceria estratégica entre os dois país, adversários geopolíticos mais poderosos dos Estados Unidos. 

China e Rússia declararam uma parceria "sem limites" em fevereiro de 2022, quando Putin visitou Pequim, apenas dias antes de enviar dezenas de milhares de tropas à Ucrânia, provocando o conflito terrestre mais letal na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. 

Ao escolher a China como seu primeiro destino no exterior desde que foi empossado para um mandato de seis anos, que o manterá no poder até pelo menos 2030, Putin está enviando uma mensagem ao mundo sobre suas prioridades e a profundidade de sua relação pessoal com Xi. 

Em entrevista à agência de notícias chinesa Xinhua, Putin elogiou Xi por ajudar a construir uma "parceria estratégica" com a Rússia, baseada em interesses nacionais e grande confiança mútua. 

"Foi o alto nível sem precedentes da parceria estratégica entre nossos países que determinou minha escolha da China como o primeiro Estado que visitaria após ser oficialmente empossado como presidente da Federação Russa", disse Putin. 

"Tentaremos estabelecer uma cooperação mais próxima nos campos da indústria e da alta tecnologia, espaço e energia nuclear pacífica, inteligência artificial, fontes renováveis de energia e outros setores inovadores", afirmou.  

Putin, de 71 anos, e Xi, de 70, participarão de um evento de gala em comemoração dos 75 anos desde que a União Soviética reconheceu a República Popular da China, declarada por Mao Tsé-Tung em 1949. 

A Reuters publicou com exclusividade em março que Putin viajaria à China em maio.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade