PUBLICIDADE

Mundo

Papa Francisco pede estudos sobre a "feia" teoria de gênero

1 mar 2024 - 10h49
Compartilhar
Exibir comentários

O papa Francisco alertou na sexta-feira sobre os perigos da chamada teoria de gênero, dizendo que havia encomendado estudos sobre o que ele condenou como uma "ideologia feia" que ameaça a humanidade.

Dirigindo-se aos participantes de uma conferência de dois dias no Vaticano sobre a evolução do papel de homens e mulheres de acordo com os ensinamentos cristãos, Francisco disse que o que ele chamou de "ideologia de gênero" é uma ameaça pois busca apagar a diferença entre os sexos.

"Eu pedi que fossem realizados estudos sobre essa ideologia feia de nossos tempos, que anula as diferenças e torna tudo igual", disse o papa.

"Anular as diferenças significa anular a humanidade."

A teoria de gênero, muitas vezes chamada de ideologia de gênero por seus detratores, sugere que o gênero é mais complexo e fluido do que as categorias binárias de masculino e feminino, e depende de mais do que características sexuais visíveis.

O pontífice de 87 anos disse que ainda estava sofrendo de um resfriado recente e pediu a um assessor que lesse seu discurso, mas primeiro queria "sublinhar" seus sentimentos sobre a ideologia de gênero.

Ele afirmou que se lembrava de ter lido um livro "profético" chamado "Lord of the World" - um romance distópico publicado em 1907 por um padre católico sobre um mundo em que a religião não tem lugar - que alertava sobre o risco de anular as diferenças entre as pessoas.

"Leiam se tiverem tempo, porque ele fala desses problemas de hoje", disse o papa a seus visitantes.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade