PUBLICIDADE

Papa doa ambulância para Lviv, na Ucrânia

Cidade foi alvo de ataques russos neste sábado (26)

26 mar 2022 - 14h49
(atualizado às 15h07)
Ver comentários
Publicidade

O papa Francisco doou uma ambulância para a cidade de Lviv, situada na parte ocidental da Ucrânia, perto da fronteira com a Polônia, e que tem se mantido relativamente segura em relação ao restante do país durante a invasão russa.

Papa Francisco voltou a fazer apelo por fim de guerra 'vergonhosa'
Papa Francisco voltou a fazer apelo por fim de guerra 'vergonhosa'
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O veículo será levado pelo esmoleiro do pontífice, cardeal Konrad Krajewski, que partiu de Roma neste sábado (26). Segundo o diretor da sala de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, a ambulância foi "abençoada" pelo Papa nos "últimos dias".

Devido à sua proximidade com a fronteira da Polônia, que é membro da União Europeia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Lviv virou destino de dezenas de milhares de ucranianos fugindo da invasão russa em outras partes do país.

No entanto, o município de mais de 700 mil habitantes foi alvo de um bombardeio neste sábado, com três explosões em seu perímetro. Os ataques deixaram um saldo de pelo menos cinco feridos, e a Prefeitura pediu para a população se esconder em abrigos.

No último dia 18 de março, a Rússia havia feito sua primeira ação contra Lviv, bombardeando os arredores do aeroporto local.

"Esperamos e rezamos para que essa guerra vergonhosa para todos nós, para toda a humanidade, termine o quanto antes. É inaceitável. Cada dia a mais acrescenta outras mortes e destruição", afirmou Francisco em uma audiência neste sábado. 

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade