PUBLICIDADE

Mundo

Nikki Haley supera Trump e vence primárias republicanas de Washington

4 mar 2024 - 08h09
Compartilhar
Exibir comentários

A candidata Nikki Haley venceu as primárias republicanas em Washington, D.C., no domingo, sua primeira vitória no processo de nomeação do partido para presidente dos Estados Unidos e um triunfo simbólico para a ex-embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, informou a Edison Research.

Haley, a única desafiante restante de Donald Trump na disputa, obteve 62,9% dos votos, contra 33,2% obtidos pelo ex-presidente.

"Não é de surpreender que os republicanos mais próximos da disfunção de Washington estejam rejeitando Donald Trump e todo o seu caos", disse a porta-voz da campanha de Haley Olivia Perez-Cubas em um comunicado.

Haley foi a primeira mulher a vencer uma primária republicana na história dos EUA, segundo sua campanha.

Ela ainda enfrenta probabilidades quase impossíveis em sua busca para ganhar a indicação republicana para enfrentar o provável candidato democrata, o presidente norte-americano, Joe Biden, em novembro. Trump venceu as oito primeiras disputas de indicação por margens significativas antes de perder para Haley na capital dos Estados Unidos.

O ex-presidente também deverá vencer quase todas as disputas de indicação daqui para frente, segundo as pesquisas de opinião.

Washington, D.C., é 100% urbana e uma proporção relativamente alta de residentes tem diploma universitário. O núcleo da base de Trump é predominantemente rural, e ele é particularmente forte em áreas com baixo nível de escolaridade.

"Eu me afastei propositalmente da votação em D.C. porque é o 'Pântano', com pouquíssimos delegados e nenhuma vantagem", disse Trump em uma publicação na plataforma Truth Social.

A cidade também abriga um número significativo de funcionários federais que os aliados de Trump prometeram demitir em massa e substituir por aliados se ele vencer em novembro. Algumas categorias de funcionários federais registraram um aumento nas ameaças de morte nos últimos anos, e Trump frequentemente se refere à área de D.C. como o "pântano".

Haley ganhará 19 delegados com sua vitória, uma pequena parte dos 1.215 delegados necessários para conquistar a indicação.

Sua vitória pode conter as críticas de que ela não é capaz de vencer uma única disputa de indicação, embora alguns republicanos vejam sua popularidade em Washington como negativa. Muitos líderes partidários - inclusive Trump - retratam a cidade como infestada de crimes e administrada por elites fora de controle.

Essa não é a primeira vez que os republicanos da capital rejeitam Trump. Durante a última disputa competitiva de indicação republicana no Distrito de Colúmbia, em 2016, Trump recebeu menos de 14% dos votos e nenhum delegado, mesmo tendo vencido a indicação em nível nacional.

Na terça-feira, eleitores de 15 Estados e um território dos EUA participarão do maior dia de disputas de indicação nas primárias presidenciais. Conhecida como Super Terça, 874 delegados republicanos estarão em disputa.

A primária democrata em Washington será realizada em junho.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade