PUBLICIDADE

Mundo

Ministro italiano pede que Israel 'não alimente violência'

Titular da Defesa destacou necessidade de 'maturidade'

16 abr 2024 - 14h30
(atualizado às 14h36)
Compartilhar
Exibir comentários

- Em uma ligação nesta terça-feira (16), o ministro da Defesa da Itália, Guido Crosetto, pediu a seu homólogo de Israel, Yoav Gallant, que ?não alimente a espiral de violência? no Oriente Médio.

?Ao manifestar minha amizade, reforcei também minhas preocupações por uma possível evolução em uma região já duramente atingida. A ultrapassagem de uma linha vermelha, com o ataque direto [do Irã] a Israel, em seu território, perturba?, disse o italiano.

?Mas justamente agora é preciso maturidade e agir conforme as regras do direito internacional para evitar alimentar a espiral de violência que derrotaria a nós todos?, acrescentou.

O ministro destacou que ?a Itália é amiga de Israel?: ?Foi quando sofreu o bárbaro atentado terrorista por parte do Hamas e é neste momento de crescente instabilidade na área. A Itália continuará fornecendo ajudas humanitárias ao povo palestino e favorecendo de todas as formas as condições para o retorno à mesa de negociações?.

 .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade