PUBLICIDADE

Mundo

Menina de 6 anos e padre são mortos em bombardeio russo no nordeste da Ucrânia

28 fev 2024 - 15h04
Compartilhar
Exibir comentários

A Rússia bombardeou partes da região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, nesta quarta-feira, matando quatro civis, incluindo uma menina de seis anos e um padre, disseram autoridades regionais e o Ministério do Interior.

O padre de 58 anos foi morto no centro da cidade de Kupiansk, na linha de frente, depois de ser soterrado nos escombros de uma igreja que foi atingida, disse o governador de Kharkiv, Oleh Synehubov. Um homem de 39 anos que estava em uma cafeteria próxima também foi morto.

Pelo menos 12 casas foram danificadas quando a Rússia lançou bombas FAB-500 na cidade, que fica a cerca de 40 km da fronteira russa, disse Synehubov.

Cinco outras pessoas ficaram feridas no que se tornou uma cidade fantasma devastada pela guerra, conforme a autodenominada "operação militar especial" da Rússia entra em seu terceiro ano.

O Ministério do Interior disse que uma menina de seis anos e seu avô de 48 anos foram mortos no vilarejo de Velykyi Burluk, perto de Kupiansk.

Moscou afirma que não tem como alvo os civis. As Nações Unidas confirmaram mais de 10.000 mortes de civis durante a invasão em grande escala da Rússia na Ucrânia e dizem que o número real é provavelmente muito maior.

Antes da guerra, Kupiansk era um movimentado centro ferroviário com uma população de cerca de 30.000 habitantes.

Ela foi brevemente ocupada pelas forças russas nas primeiras semanas da invasão russa, lançada em 24 de fevereiro de 2022, mas foi recapturada pela Ucrânia em uma contraofensiva relâmpago no outono daquele ano.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade