PUBLICIDADE

Mundo

Itália convida Brasil para G7 de Energia e Meio Ambiente

Reunião acontecerá no fim de abril, nos arredores de Turim

16 abr 2024 - 09h27
(atualizado às 11h39)
Compartilhar
Exibir comentários

A Itália convidou o Brasil para a reunião de ministros da Energia e do Meio Ambiente do G7, que acontece entre 28 e 30 de abril, em Venaria Reale, nos arredores de Turim.

O maior país da América Latina foi convidado para a cúpula das sete potências enquanto presidente do G20 em 2024, ano em que a Itália exerce o comando do G7, grupo que também inclui Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Japão, Reino Unido e União Europeia.

Roma também convidou os Emirados Árabes Unidos e o Azerbaijão, presidentes da COP28 e da COP29, respectivamente, a Arábia Saudita, a Mauritânia, presidente pro tempore da União Africana, o Quênia, a Argélia e o Banco Africano de Desenvolvimento.

"Estamos de olho em todas as ações que possam vir dos países convidados", garantiu o ministro do Meio Ambiente e da Segurança Energética da Itália, Gilberto Pichetto, acrescentando que a reunião buscará ser também uma "ponte entre a COP28 e a COP29" e "acompanhar os países mais vulneráveis rumo ao desenvolvimento".

"Queremos dar um forte impulso ao desenvolvimento das energias renováveis e alargar os nossos horizontes a todas as fontes que, com suporte científico, possam garantir a segurança energética. Queremos dar igual força às políticas de adaptação nos países africanos", ressaltou Pichetto.

A Itália também já convidou o Brasil para a cúpula de líderes do G7, de 13 a 15 de junho, na Puglia, e para as reuniões de ministros das Relações Exteriores, entre 17 e 19 de abril, em Capri, e da Cultura, entre 19 e 21 de setembro, em Nápoles.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade