PUBLICIDADE

Homem resgatado em alto-mar é acusado de matar a mãe para ficar com seguro

Norte-americano de 28 anos foi preso e ainda é investigado pela morte do avô em 2013. O motivo seria o seguro de vida avaliado em R$ 35,9 mi

11 mai 2022 15h54
| atualizado às 17h44
ver comentários
Publicidade
Nathan Carman e a mãe Linda Carman
Nathan Carman e a mãe Linda Carman
Foto: Reprodução | Redes Sociais

Nathan Carmam, de 28 anos, que foi encontrado flutuando em uma jangada na costa atlântica, nos EUA, em 2016, está sendo acusado de ser assassino de sua. O crime teria acontecido em alto-mar após o barco onde eles estavam afundar.

O homem foi preso também sob acusação de ser o responsável pela morte de seu avô, três anos antes. A motivação dos crimes seria para ficar com o dinheiro e bens da família.

Segundo a denúncia, Carman teria baleado o avô John Chakalos em sua casa em Windsur. Já a mãe, Linda Carman, morreu após ele afundar o barco onde ambos viajavam para pescar no estado de Rhode Island. Oito dias depois do assassinato, o rapaz foi resgatado por um navio a cerca de 160 km da costa de Masschusetts.

Na época, o norte-americano afirmou que o seu barco afundou e que ele não conseguiu encontrar a mãe. Em 2019, a seguradora se recusou a pagar o valor do seguro, avaliado em milhares de dólares, após comprovar que haviam reparos inadequados no barco.

O jovem já havia sido investigado pela morte de seu avô em 2013 embora nunca tenha sido acusado e esse suposto crime também não esteja entre as acusações anunciadas hoje.

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade