1 evento ao vivo

Governo da Espanha aprova decreto para transferir restos mortais de ditador Franco

24 ago 2018
09h55
  • separator
  • comentários

O governo da Espanha aprovou um decreto nesta sexta-feira que abre caminho para a transferência dos restos mortais do falecido ditador Francisco Franco com o objetivo de transformar seu mausoléu em um memorial para as vítimas da guerra civil espanhola.

Flores sobre o túmulo do ditador espanhol Francisco Franco nol Vale dos Caídos 24/08/2018 REUTERS/Juan Medina
Flores sobre o túmulo do ditador espanhol Francisco Franco nol Vale dos Caídos 24/08/2018 REUTERS/Juan Medina
Foto: Reuters

Críticos consideram o "Vale dos Caídos", assinalado por uma cruz de 152 metros de altura instalada na encosta de uma montanha perto de Madri, o único monumento a um líder fascista ainda existente na Europa.

O decreto diminui o risco de contestações legais que impediriam a exumação dos restos de Franco, inclusive da parte de seus descendentes. Durante seu governo, do final da guerra civil, em 1939, à sua morte, em 1975, dezenas de milhares de pessoas foram mortas ou aprisionadas em meio a uma campanha para acabar com a dissidência.

A medida precisa ser aprovada pelo Parlamento, onde o primeiro-ministro Pedro Sánchez só tem um quarto das cadeiras, mas é improvável que seja rejeitada.

"Só os restos mortais de pessoas que morreram em resultado da Guerra Civil Espanhola ficarão no Vale dos Caídos", disse a vice-premiê Carmen Calvo em uma coletiva de imprensa.

O processo legislativo para tornar o monumento "um local de celebração, lembrança e homenagem às vítimas da guerra" deve ser concluído até o final do ano, disse Carmen.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade