PUBLICIDADE

Mundo

General italiano 'antigay' é suspenso por 11 meses

Em seu livro, Vannacci critica homossexuais e imigrantes

28 fev 2024 - 13h54
(atualizado às 14h12)
Compartilhar
Exibir comentários

O general italiano Roberto Vannacci, que ganhou notoriedade no país por ter lançado um livro com teorias homofóbicas e racistas, foi suspenso de sua função por 11 meses.

O militar, que também atacou o feminismo, o ambientalismo e os imigrantes em sua publicação, foi alvo de várias denúncias nos últimos meses em função do livro.

De acordo com fontes jurídicas, a obra "il mondo al contrario" denotou "falta de senso de responsabilidade", o que poderia "comprometer o prestígio e a reputação" das Forças Armadas da Itália.

"Em 11 meses há tempo para refletir sobre muitas coisas e também sobre o convite à candidatura oferecido pela Liga que, como já disse, estou avaliando", disse Vannacci à ANSA, acrescentando que vai recorrer da suspensão.

O general escreveu em seu livro frases preconceituosas ao se referir a casais homoafetivos como pessoas "não normais". A obra também possui fragmentos controversos a respeito da questão da legítima defesa. .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade