PUBLICIDADE

Mundo

França inicia caçada após homens armados matarem 2 guardas e libertarem detento

14 mai 2024 - 09h48
Compartilhar
Exibir comentários

Pelo menos dois agentes penitenciários franceses foram mortos a tiros e três outros ficaram gravemente feridos na terça-feira, depois que homens fortemente armados emboscaram uma van da prisão para libertar um preso, informou a polícia francesa, desencadeando uma grande caçada.

O ataque orquestrado, que ocorre em meio à crescente violência ligada a drogas em toda Europa, ocorreu por volta das 6h (horário de Brasília) em uma cabine de pedágio em Incarville, na região de Eure, no norte da França. O preso não identificado e os agressores fugiram, segundo a polícia.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, disse que uma grande caça foi lançada.

"Todos os meios estão sendo usados para encontrar esses criminosos. Sob minhas instruções, várias centenas de policiais foram mobilizados", escreveu ele no X.

O ministro da Justiça, Éric Dupond-Moretti, disse que dois dos policiais feridos estavam em um estado particularmente crítico.

"Absolutamente tudo será feito para encontrar os autores desse crime desprezível", afirmou ele à BFM TV. "Essas são pessoas para as quais a vida não significa nada. Elas serão presas, julgadas e punidas de acordo com o crime que cometeram."

Imagens nas mídias sociais mostraram pelo menos dois homens com balaclavas portando rifles circulando perto de um SUV que estava em chamas. O SUV parecia ter sido batido na frente da van da prisão.

Os crimes relacionados a drogas aumentaram muito na Europa, que tem sido inundada com cocaína nos últimos anos. Marselha tem sido o epicentro da violência das gangues na França, com uma guerra particularmente violenta entre facções do tráfico.

A mídia local informou que o preso fugitivo é Mohamed A., de 30 anos.

Uma fonte da polícia francesa disse que ele era suspeito de ordenar um assassinato em Marselha e que tinha ligações com a poderosa gangue "Blacks" da cidade.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade