PUBLICIDADE

Mundo

Fabricantes apoiam pontos fundamentais de novas regras de emissões de veículos de agência ambiental dos EUA

20 mai 2024 - 20h57
Compartilhar
Exibir comentários

Um grupo comercial que representa General Motors, Toyota Motor, Volkswagen e quase todas as outras grandes montadoras apoiou nesta segunda-feira dois pontos fundamentais das novas regras dos EUA para reduzir drasticamente as emissões de veículos até 2032. 

A Aliança para Inovação Automotiva disse que apoia a decisão da Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) de incluir veículos elétricos na média de emissões de toda a frota e excluir emissões upstream dos cálculos de conformidade, mas não opinou sobre toda a regulamentação ou a legalidade dos padrões. 

No mês passado, 25 Estados liderados por republicanos processaram a EPA argumentando que as novas regras que buscam reduzir emissões de escapamento de toda a frota em quase 50% até 2032 são ilegais e impraticáveis.

A aliança automotiva, que também inclui Ford Motor Stellantis e Hyundai Motor, disse que as duas provisões-chave que está apoiando são "essenciais para as montadoras de veículos terem qualquer possibilidade de demonstrar conformidade com as metas de redução". 

Autoridades estaduais republicanas defendem que o governo quer transformar o mercado de veículos de passageiros norte-americano por meio de regras rígidas e forçar montadoras a mudar a produção para veículos elétricos. 

Essas regulamentações estão entre as regras ambientais mais importantes implementadas pelo presidente Joe Biden, que tornou o combate às mudanças climáticas um dos pilares da sua presidência. A EPA projetou que entre 35% e 56% dos novos veículos vendidos entre 2030 e 2032 serão elétricos. 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade