PUBLICIDADE

Mundo

China manifesta 'preocupação' por investigação da UE

Bloco apura subsídios para empresas de turbinas eólicas

10 abr 2024 - 16h18
(atualizado às 16h39)
Compartilhar
Exibir comentários

- A China expressou "forte preocupação" com a nova investigação anunciada pelo Poder Executivo da União Europeia sobre os subsídios do país a empresas de turbinas eólicas.

A declaração foi dada pela porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Mao Ning.

"Acredito que o mundo exterior esteja preocupado com as crescentes tendências das políticas protecionistas da UE, e a China está profundamente preocupada com as medidas discriminatórias tomadas pela parte europeia contra empresas chinesas e até mesmo contra todo o setor industrial", disse Mao.

O anúncio da investigação foi feito na terça-feira (10) pela vice-presidente da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, durante uma palestra na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Segundo o lobby industrial WindEurope, as turbinas eólicas chinesas atualmente são oferecidas na Europa a preços até 50% mais baixos do que as fabricadas na Europa, enquanto Bruxelas busca consistentemente aumentar as energias renováveis com o objetivo de zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050, afastando-se da dependência excessiva da tecnologia chinesa mais barata.

Vestager também informou que a UE estuda ?as condições para o desenvolvimento de parques eólicos na Espanha, Grécia, França, Romênia e Bulgária".

 .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade