PUBLICIDADE

Mundo

Chefe do Exército da Ucrânia diz que região leste está sob intenso ataque russo

13 abr 2024 - 13h06
(atualizado às 13h54)
Compartilhar
Exibir comentários

O chefe do exército da Ucrânia disse neste sábado que a situação na região leste do país piorou nos últimos dias, à medida que a Rússia intensificou os ataques blindados e as batalhas pelo controle de uma vila a oeste da cidade devastada de Bakhmut.

A declaração do coronel general Oleksandr Syrskyi, mais de dois anos depois da invasão da Rússia, refletiu o clima sombrio em Kiev, já que a ajuda militar fundamental dos Estados Unidos que Kiev esperava receber meses atrás está presa no Congresso.

O coronel Syrskyi disse que viajou para a região para estabilizar a área enquanto grupos de agressores russos usavam tanques e veículos blindados, se aproveitando do clima seco e quente, o que torna a manobra mais fácil.

"A situação na região leste ficou consideravelmente mais tensa nos últimos dias. Isto está ligado, principalmente, à significativa ativação de ação ofensiva por parte do inimigo após as eleições presidenciais na Rússia", escreveu ele no aplicativo Telegram.

Desde que o Presidente Vladimir Putin foi reeleito em um pleito realizado em meados de março, a Rússia intensificou seus ataques à Ucrânia e desencadeou três ataques aéreos massivos contra o seu sistema energético, destruindo centrais elétricas e subestações.

A desaceleração da assistência militar vinda do Ocidente deixou a Ucrânia mais exposta a ataques aéreos e fortemente desarmada no campo de batalha. Kiev tem feito apelos cada vez mais desesperados por fornecimento de mísseis de defesa aérea nas últimas semanas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade