África

Estado Islâmico reivindica ataque a museu na Tunísia

19 mar 2015 - 15h37
Compartilhar

Em um comunicado na internet, jihadistas assumem a autoria do ataque que matou 21 pessoas no Museu Bardo e dizem que local é um centro de descrença e imoralidade

AFP AFP
Publicidade
Seu Terra












Publicidade