PUBLICIDADE

Lula: 'Juscelino Filho tem o direito de provar que é inocente'

O ministro das Comunicações foi indiciado pela PF por participação em suposto esquema de desvios de emendas parlamentares, via Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

13 jun 2024 - 07h45
(atualizado às 07h48)
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que o ministro das Comunicações, Juscelino Filho (União-MA), "tem o direito de provar que é inocente".

O presidente Lula afirmou que vai conversar com o ministro Juscelino nesta quinta
O presidente Lula afirmou que vai conversar com o ministro Juscelino nesta quinta
Foto: feira (13) - Ricardo Stuckert/PR / Perfil Brasil

Juscelino Filho foi indiciado pela Polícia Federal (PF) por participação em suposto esquema de desvios de emendas parlamentares via Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

O Lula disse sobre o ministro

"Eu acho que o fato do cara ser indiciado não significa que o cara cometeu um erro. Significa que alguém está acusando, e que a acusação foi aceita. Agora, eu preciso que as pessoas provem que são inocentes e ele tem o direito de provar que é inocente. Eu não conversei com ele ainda, eu vou conversar hoje [quinta-feira, 13] e vou tomar uma decisão sobre esse assunto", disse Lula.

As declarações do presidente foram feitas na cidade de Genebra (Suíça), onde Lula vai participar do lançamento da Coalizão para Justiça Social da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Depois, Lula segue na noite desta quinta-feira para a região de Puglia, no sul da Itália. Ele participará como convidado da Cúpula do G7, o grupo dos países mais desenvolvidos do mundo.

Acusações contra Juscelino

O titular da pasta das Comunicações é suspeito de ter cometido os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

As conclusões documentais foram enviadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira (11). O relator é o ministro Flávio Dino, ex-colega de Juscelino no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pelas redes sociais, Juscelino afirmou que "minha inocência será comprovada ao final desse processo e espero que o amplo direito de defesa e a presunção de inocência sejam respeitados". Confira abaixo:

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade