PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Governo busca saída, mas não tem previsão de quando resgatará brasileiros em Gaza

Cerca de 50 brasileiros estão na Faixa de Gaza, o local sofre bloqueio e bombardeios constantes de Israel

11 out 2023 - 07h28
Compartilhar
Exibir comentários
Comandante da Aeronáutica,  brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, recebe 211 brasileiro repatriados
Comandante da Aeronáutica, brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, recebe 211 brasileiro repatriados
Foto: João Risi /Audiovisual/Presidência da República

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno, disse que não há previsão para fazer o resgate dos 50 brasileiros que estão na Faixa de Gaza e pediram repatriação. O Ministério de Relações Exteriores busca contato, com diplomatas de Israel e da Palestina, e também de países vizinhos como Egito e Líbano para organizar um plano de retirada.

“É um número menor, mas o carinho e o trabalho será o mesmo. Não [temos previsão de quando serão resgatados], estamos com esses primeiros cinco voos para Tel Aviv, se tivermos abertura, podendo até trazê-los logo que possível, [estamos] dependendo dessa negociação dos nossos embaixadores, adidos militares e países envolvidos nesse resgate”, disse o comandante Damasceno.

Com a escalada do conflito no último sábado, 7, após o ataque do Hamas, Israel bloqueou o acesso à região palestina, impedindo, inclusive, o fornecimento de luz, água, alimentos e combustível. Nesta quarta-feira, 11, 211 brasileiros chegaram à Base Aérea de Brasília, resgatados de Israel. A região, alvo de milhares de bombas disparadas por Israel desde o final de semana, é o ponto mais crítico do conflito, atualmente. O número de mortes ultrapassa 1,5 mil, somados os dois lados. O cerco aos palestinos promovido por Israel foi condenado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Uma das saídas de Gaza seria pela fronteira com o Egito, mas o local também é alvo de bombardeios e tem restrição para circulação de pessoas.

“Estamos fazendo uma análise das possibilidades de resgate do pessoal na Faixa de Gaza. Inicialmente imaginávamos a cidade do Cairo [no Egito], mas é uma distância longa. Estamos analisando dois aeroportos ao norte e nordeste do Egito, com boas possibilidades de atendimento aos brasileiros que saírem da Faixa de Gaza, assim como os da Cisjordânia [região palestina]”, disse Damasceno.

Segundo o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, a ordem do presidente Lula (PT) é para que todos os brasileiros que pedirem, sejam resgatados e trazidos ao Brasil em segurança. Além dos 50 que estão em Gaza, outros 2,7 mil brasileiros pediram para voltar de Israel.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade