0

PMB declara apoio à candidatura de Marcio França em São Paulo

Partido quase chegou a fechar com Joice Hasselmann, mas recuou

24 set 2020
20h07
atualizado às 21h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-governador Márcio França, candidato do PSB à Prefeitura de São Paulo, recebeu oficialmente nesta quinta-feira, dia 24, o apoio do Partido da Mulher Brasileira (PMB), que desistiu de apoiar a candidatura de Joice Hasselmann (PSL). Com isso, a coligação no entorno de França passa a somar seis partidos - PDT, Avante, Solidariedade e PMN, além do PSB e do PMB. O novo aliado, no entanto, não acrescenta tempo de rádio e TV no horário eleitoral já que a sigla não possui representação no Congresso Nacional.

Suêd Haidar Nogueira, presidente nacional do PMB, discursa em evento que selou o apoio do seu partido à chapa Márcio França (PSB) e Antonio Neto
Suêd Haidar Nogueira, presidente nacional do PMB, discursa em evento que selou o apoio do seu partido à chapa Márcio França (PSB) e Antonio Neto
Foto: Flavio Freire/Divulgação PDT / Estadão

França e o vice de sua chapa, Antônio Neto (PDT) participaram do ato de apoio ao lado da presidente nacional do PMB, Suêd Haidar, realizado à tarde no Jardim Rosana, na zona sul da cidade.

"Perdemos a eleição por 1% dos votos. Vamos de novo para o embate. A disputa não mudou, é exatamente a mesma. O prefeito atual é o João Doria", afirmou o ex-governador, em referência à disputa pelo Palácio Bandeirantes que elegeu o seu sucessor em 2018. Ele destacou, no entanto, que venceu na capital paulista. Considerando apenas os eleitores paulistanos, França obteve 58,1% dos votos válidos, um total de 3,3 milhões de votos.

O atual prefeito, Bruno Covas, era vice de Doria na Prefeitura e assumiu o mandato quando o atual governador deixou o cargo para disputar as últimas eleições.

Veja também:

Sob restrições sanitárias, chilenos votam em plebiscito
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade