PUBLICIDADE

Governo do RS anuncia wi-fi em 100% das escolas indígenas até 2024

Projeto inclui instalação de antenas externas para ampliar acesso à internet

19 abr 2024 - 12h04
Compartilhar
Exibir comentários

Em celebração ao Dia dos Povos Indígenas, o governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), anunciou a disponibilização de sinal de wi-fi em todas as escolas indígenas do estado até o final de 2024. Com o processo licitatório em estágio avançado, a instalação das redes está programada para iniciar em junho, com conclusão prevista até o final do ano.

Foto: Reprodução / Porto Alegre 24 horas

O projeto também contempla a colocação de antenas externas, proporcionando acesso à internet em um raio de até 200 metros das escolas, atendendo à necessidade de inclusão digital das comunidades indígenas. Em áreas onde outras opções de conexão não são viáveis, serão instalados links de internet via satélite de baixa órbita.

Vinicius Castro, diretor do Departamento de Tecnologia da Informação da Seduc, ressalta que o projeto foi desenvolvido com foco na sustentabilidade, incluindo uma estrutura completa de manutenção e suporte para garantir a continuidade dos serviços a longo prazo.

Além das escolas indígenas, a iniciativa também será implementada em instituições de ensino em áreas rurais. Nesta primeira fase, 213 escolas públicas que enfrentam desafios de conectividade foram selecionadas para receber o benefício.

Magda Motta, diretora-adjunta do Departamento de Tecnologias Educacionais da Seduc, destaca a preocupação do Estado em garantir acesso equitativo à educação digital, especialmente em áreas remotas e de difícil acesso.

Os recursos para a implementação das redes foram assegurados pela Lei de Conectividade, que destina repasses federais aos estados para promover o acesso à internet, com foco educacional, nas escolas de ensino básico. O contrato prevê investimentos aproximados de R$ 17,5 milhões ao longo de três anos, sendo R$ 8 milhões direcionados especificamente para as escolas indígenas.

A coordenação do projeto será realizada pela Seduc, com o apoio dos profissionais de tecnologia das Coordenadorias Regionais de Educação (CRE).

Atualmente, o Rio Grande do Sul abriga 102 escolas indígenas, atendendo a 6.410 estudantes, com cerca de 396 professores distribuídos em 21 CREs. De acordo com dados do Censo 2022, o estado é lar de 36.096 indígenas das etnias Guarani, Kaingang, Xokleng e Charrua.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade