PUBLICIDADE

Dilma convida professor Salman Khan para aliança em pesquisa pedagógica

16 jan 2013 22h10
| atualizado em 17/1/2013 às 14h18
ver comentários
Publicidade

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quarta-feira no Palácio do Planalto o educador americano Salman Khan e lhe propôs uma aliança de cooperação na área de pesquisa pedagógica. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, detalhou que o "foco principal" da proposta seria para os anos iniciais da educação primária, segundo informação divulgada pela Agência Brasil.

Khan, fundador da Khan Academy, tem um programa com mais de 3,8 mil video aulas gratuitas postadas na internet e sua iniciativa sem fins lucrativos recebeu o apoio de vários Governos e personalidades, como o multimilionário mexicano Carlos Slim. A cooperação com Khan, apontou Mercadante, faria parte do Pacto Nacional pela Educação na Idade Certa, um acordo entre o Governo Federal, os estados e os municípios do país para a alfabetização até os oito anos de idade.

Mercadante afirmou que no Brasil "não acontecerá nada" se as pessoas não souberem ler e escrever. "Temos grande potencial de uma parceria onde Khan está convidado a estabelecer participação conjunta para a alfabetização dessa faixa etária", ressaltou.

No Brasil, os vídeos de Física, Química, Matemática e Biologia produzidos por Khan e traduzidos ao português são divulgados em 200 escolas públicas do estado de São Paulo através da Fundação Lemann. Khan participou hoje de um seminário sobre educação em Brasília, no qual o professor defendeu a ajuda dos recursos tecnológicos nas salas de aula, mas salientou que nesse espaço deve ter prioridade a "interação".

EFE   
Publicidade
Publicidade