0

Segundo dados, 40% da produção energética brasileira vem de fontes renováveis

30 nov 2017
10h39
  • separator
  • comentários

Segundo informações do Ministério de Minas e Energia (MME), cerca de 40% da geração de energia do Brasil se dá por fontes renováveis. Neste cenário, destacam-se as alternativas eólica, solar e biomassa, que cresceram 30% nos últimos dez anos e juntas respondem por mais de 15% da matriz energética do país.

Foto: DINO

Destes, 7% são de energia eólica, que coloca o Brasil em 9º lugar no ranking mundial de produtores, com capacidade acumulada de 12GW em fevereiro deste ano. A biomassa responde por 8% e destaca o país como o terceiro maior produtor do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e Alemanha. A solar tem crescimento mais tímido e responde por menos de 1% da produção de energia no país. As estimativas do setor, segundo o órgão, são para abastecer 13% das residências brasileiras, até 2050, com placas fotovoltaicas.

No Parque ecológico Espaço Hot Kids, empreendimento fica em Cotia, há cerca de 40 km de São Paulo, os números de energia renovável se equiparam ao contexto brasileiro. A empresa produz cinco tipos de energia limpa, por meio de: turbinas eólicas; placas fotovoltaicas com sistema tracker, que segue o sol de leste a oeste; biodigestor, que trata o esgoto com plantas e ainda produz o biogás; fogão a lenha, que produz energia térmica; e duas rodas d'água que produzem energia e oxigenam a água. A energia gerada é armazenada em baterias e abastece cerca de 45% da demanda do parque.

Especializado em educação infantil para o trânsito e educação ambiental, o empreendimento utiliza as próprias práticas ecológicas para conscientizar as próximas gerações sobre os cuidados com o meio ambiente. Neste mês, cerca de 80 alunos do ensino fundamental da Escola Estadual Brasílio Machado, da Vila Madalena, foram contemplados com um passeio especial, onde acompanharam de perto as atividades e os projetos de sustentabilidade da empresa.

Entre eles, 100% de todo o esgoto produzido passa por um biodigestor e recebe tratamento natural com plantas de raízes filtrantes. A ação colabora para minimizar a poluição dos rios da cidade que, segundo divulgação recente da Sabesp, tem cerca de 8,5 mil residências sem qualquer ligação de esgoto, que despejam efluentes diretamente nos córregos.

As crianças ainda mexeram na terra de compostagem e minhocário, horta orgânica, viram como é feita a captação da água da chuva, tratamento de água e conheceram telhas e azulejos de material reciclado de tetra park e pet, utilizados no Parque. Simone Santoro Romano, diretora da escola, comentou que ficou "encantada com o projeto, pois além de ser um passeio para as crianças se divertirem, elas também aprenderam muito, especialmente sobre a educação ambiental, que ajuda a voltar o olhar para o cuidado com a Terra".

No Espaço Cultural, o gestor Ambiental André Domingues e o geógrafo Rinaldo Leonel de Oliveira conduziram palestras, onde explicaram as relações da natureza com a atividade humana e deram oportunidades para as crianças montarem terrários que representam o planeta. Elas puderam levar para a escola e vão cuidar durante um ano.

Em educação para o trânsito, os alunos tiveram aula teórica e interativa com o personagem Epaminondas. Em seguida, foram praticar em miniveículos especialmente projetados para o público infantil, em duas pistas, com placas de sinalização, farol e faixa de pedestre. A ação é importante para "sensibilizar as crianças para atuarem em colaboração com seus pais por um trânsito mais seguro", comenta Marcelo Feliciano Soares, empresário do parque. O município de Cotia chegou a registrar 260 acidentes, somente no primeiro semestre deste ano.

A empresa estuda o desenvolvimento de miniveículos elétricos e por combustível biogás, produzido no local, para a atividade. Lucia Zimerman, professora de português, história e geografia para os quintos anos, comentou que "o espaço dá a oportunidade para as crianças aprenderem na prática os temas vistos em sala de aula".

Ricardo Secomandi, Major PM e atual Secretário do Meio Ambiente e Agropecuária de Cotia, que já comandou a Polícia Militar na região e atuou como Secretário de Segurança Pública, apoia os projetos de educação infantil para o trânsito e educação ambiental do Parque Ecológico Espaço Hot Kids, junto à secretaria que ocupa, "por serem referências para o município, e colaborem para transformações socioambientais", comenta Major Secomandi.

SOBRE O ESPAÇO HOT KIDS

O Espaço Hot Kids é um parque de diversões e oficina de práticas sustentáveis, que promove lazer integrado à educação infantil para o trânsito e educação ambiental. Foi criado há quatro anos pelo empresário Marcelo Feliciano Soares que, sob o conceito de divertir para educar, busca sensibilizar crianças e adolescentes quanto à responsabilidade para conduzir um veículo, por meio de teoria e condução de miniveículos; e inspirar quanto aos cuidados com a natureza, por meio de práticas ecologicamente corretas.



Website: http://hotkids.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade