0

Sábado ECOmigo começa em Embu das Artes e Taboão da Serra

O projeto leva educação ambiental para escolas estaduais da região

21 jun 2017
15h12
  • separator
  • comentários

No último sábado (17) a escola Professor Alípio de Oliveira e Silva, localizada no bairro Jardim Santa Rosa, município de Taboão da Serra, teve um dia especial com atividades de educação ambiental, onde aprenderam valores socioambientais e participaram de oficinas práticas de bombas de semente, minhocário, horta em garrafa pet e horta em canteiro.

Foto: DINO

As turmas também participaram de rodas de contação de histórias sobre os bichos da Mata Atlântica, vegetação predominante na região.

As ações são parte do "Sábado ECOmigo", realizado em parceria entre Sociedade Ecológica Amigos de Embu (SEAE) e Diretoria de Ensino da Região de Taboão da Serra, que abrange cerca de 80 escolas estaduais dos municípios Embu das Artes e Taboão da Serra.

O trabalho foi realizado por voluntários da SEAE, que interagiram com estudantes, professores e moradores da comunidade.

"Este projeto é maravilhoso, eu estive conversando com os alunos que participaram das diversas oficinas e eles gostaram muito, então eu recomendo para outras escolas participarem porque é muito bom", comentou Nilza Aparecida de Deus, diretora da escola.

A diretora aproveitou para informar que pretende realizar ações de plantio no espaço ocioso da escola.

"Levar educação ambiental para as escolas é algo com o qual queríamos colaborar. Junto do programa "Escola da Família" foi melhor ainda, porque alcança também a comunidade", comenta Rodolfo Almeida, presidente da SEAE.

A oficina piloto aconteceu no dia 19 de maio com professores e coordenadores da Diretoria Regional de Ensino, que aprovaram as atividades.

Para o próximo sábado (24) a escola Joanna Sposito, no Jardim Vitória, município de Embu das Artes, já está agendada para receber as atividades.

ATIVIDADES

Na confecção de bombas de sementes os participantes envolveram sementes de mudas nativas em argila especial para serem lançadas em áreas degradadas e promover sua recuperação. As mudas nascem em aproximadamente três dias;

Na horta vertical em garrafas pet os alunos plantaram hortaliças e mudas variadas em uma estrutura com três garrafas pet, para serem disponibilizadas em muros e paredes;

Na compostagem de minhocário o público aprendeu sobre reciclagem e reaproveitamento de cascas e restos de alimentos para gerar biofertilizante, em forma líquida, para cuidado com as plantas e adubo para enriquecimento do solo;

Interessados em se voluntariar para o projeto podem entrar em contato com a ONG no endereço de e-mail: contato@seaembu.org.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • comentários
publicidade