0

Prestação de Serviços é o segmento mais escolhido pelos empreendedores brasileiros

7 jun 2017
10h59
  • separator
  • comentários

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatista, o número de profissionais liberais e autônomos aumentou 10,5% nos últimos 4 anos no Brasil. Atualmente, com as novas relações de consumo sustentável, relação de trabalho e o aumento no uso de serviços de tecnologia, é possível unir o útil ao agradável: trabalhar em casa ou ter flexibilidade de horário na empresa.

Foto: DINO

Mesmo considerado o cenário de incertezas que rondam a economia brasileira, o empreendedorismo no país avança a passos largos. Os números falam por si só: somente em janeiro deste ano foram abertas 200 mil empresas, o maior número para o primeiro mês do ano desde 2010, segundo a Serasa Experian, responsável pela pesquisa. O setor de serviços, ainda de acordo com esse levantamento, continua a ser o mais procurado por quem quer empreender. Em janeiro de 2017 foram 124,3 mil novas empresas, o equivalente a 64,% do total. A lista segue com 53,6 mil empresas comerciais (27,6% do total) e 15,8 mil no ramo industrial (8,2% do total).

Os dados acima expostos reforçam a genética empreendedora do brasileiro, em especial na área de serviços. Segundo levantamento recente do SEBRAE, só no Estado de São Paulo, cerca de 900 mil negócios atuam no segmento de serviços e a previsão é que até 2020, o segmento deve ter quase 1,3 milhão de empresas.

Marcelo Silva é um desses brasileiros empreendedores que resolveu abrir mão da estabilidade e "vender serviços" para grandes empresas. "Em setembro do ano passado eu tive um "despertar" e decidi que o meu futuro estava na Gestão de Pessoas por meio do processo de transformação". Em janeiro deste ano abriu seu CNPJ e agora tem uma empresa de Consultoria, Gestão e Educação de Pessoas e Negócios. "Acredito que podemos ter um mundo mais evoluído por meio da transformação de pessoas e organizações", fala Marcelo, dono da Bambuo.

E se hoje o mercado caminha em direção ao Empreendedorismo e Tecnologia, nada como aliar a abertura de uma empresa sem sair de casa. Foi pensando em proporcionar comodidade e facilidade aos Prestadores de Serviços, que a contadora Marli Olímpia transformou seu escritório em serviços 100% online. "Eu tenho que seguir a tendência do mercado, pegar carona nessa onda da tecnologia e usá-la como aliada ao meu trabalho", explica.

A Contabilidade Olímpia faz parte deste panorama de empresas brasileiras que buscam inovar no momento de crise. Um outro diferencial criado pelo escritório é a agilidade no processo de abertura de CNPJ. "Normalmente o CNPJ demora até 60 dias para sair. Aqui conseguimos em 5 dias", ressalta Marli.

E com foco na área online e em Prestadores de Serviços, a Contabilidade Olímpia dobrou o faturamento e número de clientes. "Fizemos um grande investimento em equipe e sistema, valeu muito a pena. Nossa expectativa até o final de 2017 é ainda dobrar o faturamento", revela.


DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade