0

Mercado de ativos digitais cresce e companhia brasileira investe em nova plataforma para liderar o setor

23 jan 2019
11h18
  • separator
  • 0
  • comentários

A adoção aos ativos digitais cresce ao redor do mundo. Estabelecimentos de diversos setores já aceitam os criptoativos como forma de pagamento e até grandes clubes de futebol investem em sua moeda própria. Um estudo recente realizado pelo Satis Group revela que o volume de negociação de criptoativos pode crescer até 50% em 2019. Com isso, aumenta a procura pelas 'exchanges', como são conhecidas as corretoras nas quais é possível comprar e vender esse tipo de ativo.

Foto: DINO / DINO

No Brasil, houve durante muito tempo uma lacuna nesse mercado: a falta de uma plataforma que correspondesse às expectativas dos traders brasileiros. Por esse motivo, muitos interessados em investir nesses ativos recorreriam a exchanges estrangeiras. Entre as reclamações mais recorrentes dos usuários estavam a baixa liquidez, o valor das taxas e a falta de recursos avançados nos moldes das maiores corretoras do mundo.

Com o intuito de suprir essa necessidade no mercado brasileiro, a CriptoHub lançou uma nova plataforma que chama atenção pelo layout moderno e características similares às mais renomadas exchanges estrangeiras. A companhia fez fortes investimentos e firmou uma parceria com a Modulus, gigante no ramo de tecnologia e que presta serviços para renomadas companhias como a NASA, a Microsoft e o Google.

Através da cooperação, foram feitas várias atualizações na plataforma, algumas das quais trazem aos traders recursos de ponta para transacionar diversas moedas. Agora, o investidor brasileiro não tem a necessidade de recorrer às empresas estrangeiras.

Velocidade nas transações

A nova plataforma tem capacidade para processar até 4 milhões de transações por segundo, com uma latência de aproximadamente 40 nanosegundos. O novo sistema foi desenvolvido na nova linguagem de programação do Google, a Go, que foi projetada para aplicativos de servidor com alta intensidade computacional.

Melhores taxas 

Um dos princiais diferenciais que os adeptos desse mercado procuram em uma exchange é o valor das taxas. Com a CriptoHub eles poderão economizar ainda mais, pois a corretora possui uma das menores taxas para transacionar os ativos digitais no Brasil, tanto para saque quanto para ordens ativas e passivas.

Token próprio

A CriptoHub fez a maior oferta inicial de moedas do Brasil, arrecadando valor recorde e superando as expectativas, como um forte sinal da confiança da comunidade em torno do projeto. A exchange lançou o seu token próprio, o CHBR, com o qual o usuário pode conseguir diversos benefícios dentro da plataforma. Dependendo da quantidade de CHBRs que ele possuir em sua carteira é possível obter desconto nas taxas de operação, que pode chegar a 90%, e acesso a relatórios de investimento de alto nível. 

Layout moderno e novos recursos

A nova exchange tem uma interface intuitiva e fácil de usar, com vários recursos adicionais. Ela conta com ferramentas gráficas do Trading View, atualizadas em tempo real, que ajudam o usuário a visualizar as melhores opções para suas operações. São vários tipos de gráficos, ferramentas inteligentes de desenho e tudo que um trader precisa para analisar padrões, tendências e variação nos preços dos ativos.

O usuário terá acesso a gráficos profissionais com ferramentas de análise técnica, alertas de trades, sistema de negociação backtesting, integração de mídias sociais, copy trading, entre outros.

Variedade de tokens

As altcoins, moedas paralelas ao bitcoin, estão ganhando força no mercado de criptoativos. Entretanto, boa parte das exchanges nacionais possui apenas as principais moedas e não possuem uma lista de ativos diversificada.

Pensando em atender aos anseios dos investidores que pretendem adquirir esses tokens, a CriptoHub traz em sua nova plataforma uma grande variedade de moedas e pares para o usuário transacionar. Além dos ativos mais conhecidos do mercado, vários outros estão listados na exchange, o que a torna a mais completa entre as corretoras brasileiras.

Mais segurança

Uma das principais preocupações de todo investidor do mercado de criptoativos é a segurança. E pensando nisso, o time da CriptoHub decidiu investir pesado nesse quesito.

A exchange conta agora com um avançado sistema Manipulação Antimercado (AMM), utilizando-se da tecnologia de aprendizado de máquina (machine learning). Através dele, será possível monitorar em tempo real atividades suspeitas, tais como negociações de valores incomuns, transações atravessadas, operações de lavagem de dinheiro e falsificação. Os administradores podem congelar contas associadas a negociações suspeitas a fim de evitar fraudes.

Liquidez

Outra atualização importante na plataforma e que fará toda a diferença para os traders, é que ela será integrada a outras duas exchanges, aumentando assim a sua liquidez. A exchange passa a contar com algoritmos de formação de mercado e criará promoções com descontos e incentivos para atrair market makers para a plataforma.

Ordens Stop-Limit 

Além das já conhecidas ordens de limite e a melhor valor de mercado, a plataforma tem a opção de ordens stop-limit. Ela serve tanto para compra como para venda. O recurso permite ao usuário fixar o valor de uma ordem que deseja executar apenas quando uma moeda atinja o valor desejado.

Para fazer parte desse mercado repleto de oportunidades, basta fazer uma conta na exchange e começar as negociações. Para se cadastrar na CriptoHub é simples e rápido. Acesse o site oficial da exchange clicando aqui, faça o seu cadastro e comece hoje mesmo a negociar seus ativos com a melhor corretora de criptoativos do Brasil.



Website: https://criptohub.com.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade