PUBLICIDADE

Crianças necessitam de cuidados especiais durante exposição aos sol; veja quais

Segundo especialista, uma queimadura com bolhas na infância ou adolescência já dobra a chance de desenvolver melanoma no futuro

12 fev 2024 - 08h58
Compartilhar
Exibir comentários

Especialistas em saúde alertam sobre a importância de proteger a pele das crianças dos raios ultravioleta (UV) intensos durante a exposição ao sol, principalmente no verão. A exposição inadequada ao sol pode causar danos a longo prazo, como queimaduras, envelhecimento precoce e aumentar o risco de câncer de pele.

Foto: Freepik / Porto Alegre 24 horas

Segundo a dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia do RS (SBD-RS), Valéria Rossato, uma queimadura com bolhas na infância ou adolescência já dobra a chance de desenvolver melanoma no futuro, conforme dados da Academia Americana de Dermatologia.

"Durante o verão, as crianças tendem a ficar mais expostas ao sol, seja brincando na praia, na piscina ou em atividades ao ar livre. Por isso, é indispensável que os pais fiquem bastante atentos", disse.

Para crianças de até seis meses, cuja pele é extremamente sensível, é essencial mantê-las na sombra e protegidas por roupas leves e chapéus de aba larga. Já para crianças de 6 meses a 2 anos, é importante continuar evitando a exposição direta ao sol e utilizar protetor solar resistente à água com FPS 30 ou superior, reaplicando a cada duas horas. Para crianças acima de 2 anos, os cuidados com a proteção solar devem fazer parte da rotina diária, incentivando o uso de chapéus, óculos de sol e roupas com proteção UV, e ensinando a aplicação correta do protetor solar em todas as áreas expostas da pele.

Veja alguns cuidados essenciais que é preciso ter com a pele das crianças:

Protetor Solar Adequado: Escolher um protetor solar específico para crianças, com fator de proteção solar (FPS) 30 ou superior, é vital. Reaplique-o a cada duas horas, especialmente após nadar ou suar.

Vestuário Protetor: Opte por roupas leves, mas que cubram a maior parte do corpo. Bonés de abas largas e óculos de sol com proteção UV também são essenciais para proteger o rosto e os olhos sensíveis.

Evitar Horas de Pico: Limite a exposição solar durante as horas mais intensas do dia, geralmente entre 10h e 16h. Procure sombras quando possível.

Hidratação Constante: Mantenha as crianças hidratadas, incentivando a ingestão regular de água. Isso ajuda a preservar a saúde da pele e evita a desidratação.

Atenção Especial aos Bebês: Bebês com menos de seis meses devem ser mantidos fora da luz direta do sol e sempre vestidos adequadamente. Consulte um pediatra antes de usar protetor solar em bebês tão pequenos.

Educação sobre Proteção Solar: Ensine às crianças mais velhas sobre a importância da proteção solar e os riscos associados à exposição prolongada ao sol.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade