PUBLICIDADE

Hubble registra cometa que poderá brilhar tanto quanto a Lua Cheia

Ison é considerado o 'cometa do século' por astrônomos

24 abr 2013 13h40
| atualizado às 14h53
ver comentários
Publicidade
Os cometas são compostos basicamente por gelo, além de poeira, formada por pequenos fragmentos rochosos e gases congelados
Os cometas são compostos basicamente por gelo, além de poeira, formada por pequenos fragmentos rochosos e gases congelados
Foto: NASA & ESA / Divulgação

Uma das mais recentes imagens divulgadas pelo telescópio espacial Hubble, que comemora 23 anos de seu lançamento nesta quarta-feira, mostra o cometa Ison, que deve iluminar o céu da Terra até 2014 e poderá ser, devido ao seu brilho, o "cometa do século", de acordo com estudiosos. O corpo celeste foi fotografado em 10 de abril, quando estava mais próximo da órbita de Júpiter, a uma distância de 621 milhões de quilômetros do Sol e 634 milhões de quilômetros da Terra.

As novas fotografias estão ajudando os astrônomos a estudar melhor o cometa Ison, que pode brilhar tão intensamente quanto a Lua Cheia quando passar no ponto mais próximo ao Sol de sua trajetória, no final de novembro. Acredita-se que o corpo celeste poderá ser visto a olho nu com um brilho intenso na Terra, quem sabe até mesmo durante o dia. O cometa não traz qualquer ameaça à Terra, de acordo com a Nasa (agência espacial americana).

Hubble 23 anos: veja fotos incríveis do telescópio espacial

Descoberta
O Ison foi descoberto pelos astrônomos russos Vitali Nevski e Artyom Novichonok em setembro de 2012. O nome dado foi o da instituição na qual os dois trabalham, a International Scientific Optical Network.

No dia 28 de novembro, ele deve chegar a uma distância não muito maior do que um milhão de quilômetros da superfície da estrela.

Se o cometa sobreviver a esta passagem, deve se afastar do Sol ainda mais brilhante do que antes e poderá iluminar os céus da Terra em janeiro de 2014.

No entanto, cometas são imprevisíveis, e o Ison poderá se desintegrar durante a passagem nas proximidades do Sol.

Cometas e asteroides que passarão "de raspão" pelo planeta em 2013
Cometas e asteroides que passarão "de raspão" pelo planeta em 2013
Foto: AFP
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade