0

Por crise hídrica, Haddad convoca prefeitos de SP

De acordo com o prefeito, a atitude do secretário estadual de Recursos Hídricos mostra uma mudança de postura do governo estadual

22 jan 2015
17h06
atualizado às 18h40
  • separator
  • 0
  • comentários

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira (22) que está articulando uma reunião entre os prefeitos das 30 cidades abastecidas pela Sabesp e com o novo secretário estadual de Recursos Hídricos, Benedito Braga.

<p>Me prontifiquei a convocar a reunião, porque entendo que fará diferença se os prefeitos, recebendo orientação firme, se mobilizarem para ajudar, disse Fernando Haddad</p>
Me prontifiquei a convocar a reunião, porque entendo que fará diferença se os prefeitos, recebendo orientação firme, se mobilizarem para ajudar, disse Fernando Haddad
Foto: Reprodução

O objetivo é unir esforços para combater a crise hídrica do estado.

“Me prontifiquei a convocar a reunião, porque entendo que fará diferença se os prefeitos, recebendo orientação firme, se mobilizarem para ajudar”, informou o prefeito, após participar do lançamento dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (Irbem).

Segundo Haddad, o secretário já respondeu positivamente à proposta de reunião. “O secretário (Braga) se pôs plenamente à disposição. Ligou propondo algumas datas. Tem interesse em se reunir com os prefeitos, que querem colaborar com o governo do estado para superar o problema”, acrescentou.

De acordo com o prefeito, a atitude de Braga mostra uma mudança de postura do governo estadual. “As reuniões do ano passado foram agendadas, mas não foram realizadas. Não tivemos a oportunidade de sentar com o secretário e os prefeitos de cidades abastecidas pela Sabesp para alinhar os esforços”, afirmou.

Crise atinge paulistanos
Pesquisa divulgada hoje pela Rede Nossa São Paulo registrou que 68% dos paulistanos já tiveram problemas com abastecimento de água na própria casa ou de algum parente nos últimos 30 dias.

Para 42% dos entrevistados, os problemas de abastecimento são causados por falta de planejamento do governo estadual.

A crise é creditada à falta de chuvas para 29% dos consultados, enquanto 15% dos culpam a Sabesp pela falta de água.

Veja também:

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade