PUBLICIDADE

Política

Saiba quem era Arthur Virgílio Bisneto, ex-deputado federal morto aos 44 anos

Filho do ex-ministro e ex-senador Arthur Virgílio Neto, Arthur Bisneto foi o deputado federal mais votado no Amazonas em 2014

28 mai 2024 - 21h34
(atualizado em 29/5/2024 às 10h36)
Compartilhar
Exibir comentários

BRASÍLIA - O ex-deputado federal Arthur Virgílio Bisneto (PL) morreu nesta terça-feira, 28, aos 44 anos, em Manaus. Filho do ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, ex-senador e ex-prefeito da capital amazonense Arthur Virgílio Neto, Arthur Bisneto integrou a Câmara dos Deputados entre 2015 e 2019 e foi secretário-chefe da Casa Civil da capital amazonense quando o pai foi prefeito pela última vez, entre 2017 e 2018. A causa da morte não foi divulgada.

Arthur Bisneto nasceu em Brasília no dia 1º de outubro de 1979 e ingressou na política em 2000, aos 21 anos. Naquele ano, ele foi eleito vereador de Manaus pelo PSDB, após obter 5.789 votos (0,93% dos votos válidos).

A trajetória como vereador de Manaus foi curta, já que ele foi eleito deputado estadual em 2002. Arthur Bisneto foi reeleito para o cargo em 2006 e 2010.

Nas eleições de 2014, Arthur Bisneto foi o deputado federal mais votado em Amazonas, com 250.916 votos (14% dos votos válidos). Na Câmara, protocolou 23 projetos de lei, mas nenhum se tornou norma jurídica. Outras 13 propostas ainda tramitam no Congresso Nacional.

Em 2017, ele pediu licença da Câmara para assumir a Casa Civil de Manaus, quando Arthur Virgílio Neto era o prefeito. Ele permaneceu no cargo até o ano seguinte.

Na última participação em eleições, Arthur Bisneto foi vice na chapa do senador Omar Aziz (PSD-AM), que concorreu ao cargo de governador do Amazonas em 2018. Eles ficaram em quarto lugar, com 142.804 votos (8,1% dos votos válidos).

Após o anúncio da morte, Omar Aziz publicou uma foto ao lado de Arthur Bisneto, a quem chamou de "amigo de longa data". "Jovem de grande oratória, foi vereador, deputado estadual e federal, e disputou ao meu lado, como candidato a vice, uma campanha de governador. Tinha muito ainda a contribuir com a sociedade", afirmou.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade