0

Planalto edita e critica perfis de jornalistas na Wikipédia

8 ago 2014
12h04
atualizado às 16h12
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os perfis dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg na enciclopédia colaborativa Wikipédia foram alterados, com críticas, por um usuário que utilizou a rede de internet do Palácio do Planalto. O IP 200.181.15.10 (IP é um número de identificação digital que possibilita saber de que rede foram feitas as alterações), de onde partiram as mudanças, é o da Presidência da República. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a Assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, “o número do protocolo de internet (IP) citado pela reportagem é o endereço geral do servidor da rede sem fio do Palácio do Planalto. Isso significa que qualquer pessoa que utilizou essa rede via internet móvel terá como endereço de saída este número geral de IP. Por isso, não é possível apontar com segurança a identidade de quem alterou os textos citados pela reportagem a partir deste número de IP em maio de 2013.”

Em um dos trechos modificados no dia 13 de maio, às 18h36, o usuário escreveu "Miriam Leitão fez a mais corajosa e apaixonada defesa de Daniel Dantas, ex-banqueiro condenado por corrupção entre outros crimes contra o patrimônio público. A forma como Miriam Leitão se envolveu na defesa de Dantas chamou a atenção de Carlos Alberto Sardenberg, seu companheiro na CBN, para quem a jornalista estava diferente naqueles dias."

Miriam se mostrou inconformada com a acusação, "É mentira que eu tenha defendido Daniel Dantas. Acho que é espantoso que um órgão público, ainda mais o Palácio do Planalto, use recursos e funcionários públicos para fazer esse tipo de ataque a jornalistas, quando deveria estar dedicado às questões de Estado", disse a jornalista.

Após a divulgação da matéria do jornal O Globo, o perfil de Miriam foi alterado nesta sexta-feira, suprimindo as críticas e inserindo o trecho: "Míriam Leitão é alvo de ataques por parte de jornalistas alinhados ao governo. As acusações e ofensas, no entanto, são sempre feitas sem provas."

Sobre Sardenberg, o texto escrito no dia 10 de maio o acusa de defender posições da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) por interesse pessoal. A publicação diz que o jornalista "é irmão de Rubens Sardenberg, economista-chefe da Febraban, instituição que tem grande interesse na manutenção de juros altos no Brasil, uma medida geralmente defendida também por Carlos Alberto Sardenberg em suas colunas."

O jornalista se mostrou indignado com as acusações "é evidente que minha posição é claramente crítica a esse governo. Esse é um debate de ideias, agora dizer que, porque meu irmão trabalha na Febraban, sou lacaio dos bancos é uma canalhice, uma baixaria."

Nesta sexta-feira, o perfil de Sardenberg foi alterado inserindo o trecho, "é forte crítico aos cortes dos juros promovidos nos governos do presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff."

Além dos perfis dos jornalistas, computadores no Palácio do Planalto foram usados para alterar o perfil de aliados como os ex-ministros Antonio Palocci, Alexandre Padilha, e do vice-presidente, Michel Temer.

 

<p>Perfil de Miriam Leitão no Wikipédia foi alterado usando o IP do Planalto</p>
Perfil de Miriam Leitão no Wikipédia foi alterado usando o IP do Planalto
Foto: Reprodução

 

 

 

Veja também:

Bolsonaro nomeia Temer e Justiça autoriza viagem ao Líbano
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade