PUBLICIDADE

PL diz estar "pronto e alinhado" para receber Bolsonaro

A filiação do presidente estava marcada para o próximo dia 22, mas foi adiada, após "intensa troca de mensagens"

17 nov 2021 19h34
| atualizado às 19h41
ver comentários
Publicidade

O PL disse nesta quarta-feira estar "pronto e alinhado" para receber o presidente Jair Bolsonaro em seus quadros, segundo nota divulgada pelo partido após encontro de presidentes de diretórios regionais comandada pelo presidente nacional da sigla, Valdemar Costa Neto. 

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
07/10/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto 07/10/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, tem carta branca para conduzir e decidir sobre a sucessão presidencial e filiação do presidente Jair Bolsonaro", disse o partido na nota. 

A filiação de Bolsonaro estava marcada para o próximo dia 22, mas foi adiada, sem uma outra data definida, no último fim de semana, após "intensa troca de mensagens na madrugada" do domingo entre Bolsonaro e Costa Neto, segundo nota do próprio presidente do PL. 

Em viagem aos exterior, Bolsonaro disse a jornalistas no domingo que ele e Costa Neto estão "perfeitamente alinhados", mas ressaltou que "não vai aceitar em São Paulo apoiar alguém do PSDB" para o governo do Estado, como apontavam negociações anteriores do PL. Esse seria só um dos vários impasses nas negociações.

Ainda no exterior, Bolsonaro voltou a falar na segunda-feira sobre divergências e disse que tinha de duas a três semanas para decidir se assina de fato a filiação ao PL ou desiste. O presidente deixou claro que a liberação de filiados em alguns Estados para que façam seus acordos locais não o agrada.

Bolsonaro argumentou que, no caso de ser candidato à reeleição, precisa ter candidatos em quase todos os Estados e não quer o seu futuro partido "flertando com a esquerda".

Em 2019, Bolsonaro deixou o PSL, partido pelo qual se elegeu presidente. Ele precisa estar filiado a um partido para poder disputar a reeleição no próximo ano. Antes do PL, o presidente já esteve muito perto de acertar sua filiação com o PP, outro partido do centrão.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade