PUBLICIDADE

Política

Maioria dos brasileiros acha que ato de Bolsonaro foi grande, mas que não influenciará investigações

De acordo com pesquisa Genial/Quaest, 68% dos entrevistados consideram que manifestação na Paulista foi grande, 20% julgam que foi média e 6%, pequena.

28 fev 2024 - 10h02
Compartilhar
Exibir comentários

A maioria dos brasileiros considera que a manifestação promovida por Jair Bolsonaro (PL) na Avenida Paulista, no domingo, 25, foi grande, e que o ex-presidente saiu mais forte do evento, segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 28. Ao mesmo tempo, a maior parte da população não acredita que o ato terá influência sobre as investigações da Polícia Federal (PF) que avançam contra Bolsonaro e seus aliados.

Manifestação na Avenida Paulista com a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro e de governadores, deputados e ex-ministros.
Manifestação na Avenida Paulista com a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro e de governadores, deputados e ex-ministros.
Foto: Taba Benedicto/Estadão / Estadão

De acordo com a pesquisa, 68% dos entrevistados consideram que manifestação na Paulista foi grande, 20% julgam que foi média e 6%, pequena. Entre aqueles que votaram em Bolsonaro no segundo turno de 2022, 89% acham que o ato foi grande e apenas 1% pensa que foi pequeno. Já entre os que votaram em Lula, 46% consideram que a manifestação foi grande, ante 13% que avaliam que foi pequena.

Nesta terça-feira, 27, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) admitiu que o ato em apoio ao adversário "foi uma manifestação grande". A Secretaria de Segurança Pública do Estado estimou que 600 mil pessoas foram à Paulista no domingo. Já o Monitor do Debate Político no Meio Digital, da Universidade de São Paulo (USP), calculou 185 mil manifestantes no pico do protesto. (Veja as metodologias usadas nesta reportagem).

A pesquisa Genial/Quaest ainda apurou que 50% dos brasileiros julgam que Bolsonaro saiu fortalecido do protesto, enquanto 26% acham que ele perdeu força após a manifestação. Além disso, 56% dos entrevistados afirmaram que o ato na Paulista estava dentro da lei, ante 27% que consideram que houve algum tipo de infração.

Apesar disso, 48% dos eleitores ouvidos não acham que a manifestação terá influência nas investigações contra o ex-presidente, enquanto que 34% consideram que o evento de domingo pode até acelerar as operações policiais. São 11% os que acham que o ato tem potencial para reduzir o ritmo dessas apurações.

Em relação as investigações da PF, o levantamento mostra que 53% dos brasileiros não consideram que o ex-presidente esteja sofrendo uma perseguição, e que 50% acham que a prisão de Bolsonaro seria justa. No início deste mês, Bolsonaro e seus aliados foram alvos de uma operação para apurar a organização criminosa responsável por atuar em tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade