5 eventos ao vivo

Dilma define saída de Graça Foster para os próximos dias

Outros diretores da Petrobras também serão afastados; nome do presidente substituto ainda não foi definido

3 fev 2015
21h27
atualizado às 21h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Gra&ccedil;a Foster alegou motivos emocionais para colocar o cargo &agrave;&nbsp;disposi&ccedil;&atilde;o.</p>
Graça Foster alegou motivos emocionais para colocar o cargo à disposição.
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

A presidente Dilma Rousseff definiu, nesta terça-feira, que a presidente da Petrobras, Graça Foster, deixará o comando da estatal nos próximos dias, junto com outros diretores. Ainda não há uma definição sobre quem será seu substituto. As informações são do Jornal Nacional.

Graça foi a Brasília hoje e se reuniu com Dilma e o ministro da Casa Civil, Aloisiso Mercadante. Ela voltou a colocar seu cargo a disposição, alegando motivos emocionais, gesto que foi aceito pela presidente da República.

O afastamento acontece depois de Dilma não ter gostado da divulgação, na semana passada, do rombo estimado de R$ 88 bilhões na companhia, causado por corrupção, além do anúncio de que a estatal cortaria investimentos e reduziria os projetos de extração ao mínimo possível.

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (Democratas-GO), disse que a oposição manterá o andamento do processo de coleta de assinaturas para a instalação da CPMI da Petrobras. “A CPMI da Petrobras já está em processo avançado de coleta de assinaturas e em nada interfere o fato da saída de Graça Foster, uma queda já totalmente fora de hora, um processo apodrecido", disse.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade